Terça-feira, 18 de Junho de 2019
Polícia Civil

Homem ejacula em passageira de voo que ia de Belém a Brasília; Gol quer banir acusado

O homem foi liberado porque o delegado entendeu que não foi estupro, mas importunação ofensiva ao pudor, infração punida com multa



show_show_GOL0333.jpg Foto: Internet
09/12/2017 às 15:28

A Polícia Civil de Brasília registrou, na tarde desta sexta-feira (8), o caso de um homem de 51 anos acusado de ejacular em uma passageira durante um voo da Gol que partiu de Belém com destino a Brasília.

O homem foi liberado porque o delegado entendeu que não foi estupro, mas importunação ofensiva ao pudor, infração punida com multa.

A vítima relatou que dormiu após a decolagem e acordou meia hora depois com o homem que estava ao seu lado puxando a mão dela. Ainda sem saber o que estava acontecendo, viu sua mão suja e com cheiro característico de ejaculação.

Uma passageira que estava sentada na mesma fileira presenciou o fato e tentou agredir o acusado. O homem argumentou que estava tossindo e que tinha escarrado na passageira.

Em nota, a Gol afirmou que repudia veementemente o ocorrido e que a tripulação agiu imediatamente imobilizando ao agressor e comunicando o fato à Polícia Federal. A companhia aérea também comunicou que estuda formas de banir o acusado para sempre dos voos operados por ela.

 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.