Publicidade
Cotidiano
Notícias

Homem mata idoso após tomar café com ele para roubar lancha, em Tapauá

Suspeito, que confessou o crime, estava em uma comunidade rural e pretendia sair do município. Na noite do crime, o barco dele, uma rabeta, havia quebrado 14/06/2015 às 17:06
Show 1
Irmão do suspeito disse que ele pretendia sair do município
acritica.com ---

Alciene Silva de Andrade, conhecido como Leca, de 24 anos, foi preso nas primeiras horas do sábado (13), em Tapauá, acusado de latrocínio. Segundo a Polícia Civil, ele confessou que matou  por estrangulamento Adolfo Maia de 86 anos, conhecido como Gonzaga, e roubou a lancha da vítima.

No interrogatório, Leca disse que na noite da terça-feira (9), por volta das 19h estava passando próximo à casa da vitima - que morava sozinha e isolada num flutuante no Rio Abufari - quando seu barco rabeta quebrou e teve que  continuar a viagem de remo. Foi então que surgiu a ideia de roubar a lancha da vitima.

Leca afirmou para a polícia que entrou na casa de Gonzaga, tomou um café e em um "descuido" aplicou um "mata leão" sufocando a vitima. Em seguida, ele jogou o corpo no rio.

Investigação

Após o desaparecimento de Gonzaga, a lancha roubada foi encontrada por uma criança nas proximidades da sede do município parcialmente submersa e com uma nova pintura (tinta branca) no sábado. Próximo à lancha, foi encontrada a lata da tinta.

A policia então verificou todas as lojas que trabalhavam com aquele tipo de tinta. Os policiais  checaram o lote e data de validade, chegando a quatro suspeitos que compraram tintas naquelas condições. Ainda na noite da sexta feira, em um chamado no 192, a polícia informou que recebeu uma denúncia anônima, que apontava para um dos quatro homens.

O irmão de Leca foi ouvido e confirmou que ele seria o autor do delito, e s já havia fugido para a comunidade Bom Intento. Segundo o irmão, ele tinha intenção de sair do município.

De posse destas informações, na madrugada do sábado,  uma equipe policial de lancha se dirigiu para a comunidade e lá prendeu Leca. O suspeito está preso na carceragem do 64º Distrito Integrado de Polícia (DIP), que fica em Tapauá, e ficará a disposição da Justiça.

Se for condenado pelo crime de latrocínio, roubo seguido de morte, previsto no artigo 157 parágrafo 3° do Código Penal, ele poderá pegar de 20 a 30 anos de prisão.

Publicidade
Publicidade