Publicidade
Cotidiano
Notícias

Homem que matou prefeito de Maraã (AM) está escondido nas proximidades da cidade, diz PM

A delegada da 60° Delegacia Interativa de Polícia, Alessandra Zacarias, relata que uma equipe da Polícia Militar já iniciou as buscas pelo suspeito ao redor do município amazonense. Quatro mandatos de prisão foram expedidos e, na manhã desta quinta-feira (3), três pessoas foram detidas 03/03/2016 às 21:38
Show 1
O prefeito de Maraã, Cícero Lopes da Silva (Pros) foi morto a tiros no último domingo (28), na frente de sua casa. O local passou por uma reconstituição do crime na última quarta (2)
alexandre pequeno Manaus (AM)

De acordo com informações da Polícia Militar do Amazonas, o principal suspeito de efetuar os disparos contra o prefeito do município de Maraã (distante 615 km de Manaus), Cícero Lopes da Silva (Pros), no último domingo (28), teria escapado para comunidades próximas à cidade e é considerado foragido. Sua identidade ainda não foi revelada.

De acordo com o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcos James Frota, quatro mandados de prisão foram expedidos na noite desta quarta (2) e, na manhã desta quinta-feira (3), três pessoas foram detidas e conduzidas à delegacia de Maraã.

O comandante explicou que, para chegar às prisões, foi utilizada a primeira linha de investigação com qual a polícia trabalhava. "A primeira linha de investigação foi feita a partir de pessoas que tinham alguma dívida a ser paga pela Prefeitura. Dessa forma chegamos nessas quatro pessoas", afirmou.

Com as prisões, o comandante confirmou a posse da espingarda encontrada nos arredores da cena. "Verificamos também a quem pertencia a arma, e é de um desses (suspeitos detidos)”, acrescentou. Sobre o paradeiro do quarto investigado, coronel James contou que ele pode estar na zona rural do município, provavelmente na cidade de Camanau.


(A espingarda calibre 20, utilizada no crime, foi encontrada próximo à residência do ex-prefeito. Foto: Divulgação PM)

A delegada da 60° Delegacia Interativa de Polícia de Maraã, Alessandra Zacarias, relata que uma equipe da Polícia Militar já iniciou as buscas pelo foragido. Ela afirma que três outros suspeitos estão sendo ouvidos pela polícia e que ainda não é possível determinar se há nem qual seria o envolvimento deles com o homicídio.

Ivo Martins, delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros, que auxilia nas investigações, descartou a possibilidade de algum suspeito ter confessado o crime, como havia sido levantado anteriormente. "Existem suspeitos confirmados e alguns já foram identificados. Só estamos esperando uma posição da Justiça", se limitou a dizer.

Publicidade
Publicidade