Publicidade
Cotidiano
Notícias

Hospital Getúlio Vargas recebe investimento de R$ 930 mil

Os recursos, que se referem à primeira parcela do total previsto para o ano, são destinados ao custeio de atividades assistenciais e de ensino, obras, reformas e compra de equipamentos 19/07/2013 às 18:48
Show 1
Hospital Universitário Getúlio Vargas de Manaus
acritica.com Manaus (AM)

O Ministério da Saúde vai investir, de imediato, R$ 930 mil no Hospital Universitário Getúlio Vargas da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), em Manaus, pelo Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários (Rehuf), desenvolvido e financiado em parceria com o Ministério da Educação. O valor está incluso na primeira parcela do programa (R$ 100 milhões) liberada nesta sexta-feira (19), por meio da Portaria 1464/2013, para os 45 hospitais universitários federais vinculados ao Ministério da Educação (MEC) e que integram o Rehuf.

Até o final deste ano, o Ministério da Saúde irá disponibilizar o total de R$ 560 milhões para esse grupo de unidades hospitalares. O incentivo é destinado ao custeio de atividades assistenciais e de ensino (R$ 460 milhões), obras, reformas e a compra de equipamentos (R$ 100 milhões), para a melhoria da estrutura dessas instituições. Considerando a previsão de investimento, entre 2010 - quando o programa foi instituído -, até o final deste ano, os valores chegam a R$ 1,95 bilhão.

“Esses recursos visam não somente garantir a assistência, mas também qualificar a infraestrutura dos serviços para que os médicos e demais profissionais de saúde possam exercer suas atividades”, disse o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

De 2010 a 2012, foram repassados R$ 1,39 bilhão no Rehuf. O maior volume de recursos (65%) foi destinado ao custeio das unidades, R$ 904,4 milhões. Outros R$ 488,1 milhões contribuíram para a compra de novos equipamentos, reforma ou ampliação.

Os recursos do Rehuf beneficiam diretamente a 45 hospitais e, indiretamente, a outras duas unidades de saúde ligadas às universidades. Essas instituições estão localizadas em 30 cidades do país, sendo 21 capitais.

O programa foi instituído para melhorar a gestão administrativa, financeira e hospitalar no campo da assistência e do ensino. Os benefícios abrangem tanto o acesso e a qualidade dos serviços prestados à população, quanto às condições de trabalho e de ensino para os alunos de graduação e pós-graduação na área da saúde. Os hospitais universitários também são importantes formadores de profissionais para a rede pública.

Os hospitais universitários são vinculados às instituições de ensino superior do Ministério da Educação, responsável pelo pagamento dos profissionais concursados. Já o Ministério da Saúde repassa, além do financiamento do REHUF, recursos para o custeio dos serviços prestados à população nas unidades, entre outros incentivos.

 

 

Publicidade
Publicidade