Publicidade
Cotidiano
Notícias

Idosa de 80 anos é espancada e acusa dono de churrascaria

Vizinhos testemunharam crime cometido por empresário e disseram que motivo foi o acúmulo de lixo na calçada da vítima. A aposentada registrou o caso no 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP), na Zona Oeste de Manaus 07/02/2013 às 10:58
Show 1
Mulher de 80 anos é agredida em Manaus; seu vizinho é apontado como agressor
náferson Cruz Manaus

A aposentada Emília Monteiro Vinhas Balbi, 80, foi agredida a socos e pontapés, pelo empresário conhecido como “Izaías”, dono da churrascaria Filé do Boi, segundo a própria vítima. Ela chegou a ser arrastada pela rua. Não satisfeito, Izaías ainda tentou agredir a idosa com uma ripa com pregos nas pontas.

O fato aconteceu no final da tarde de segunda-feira, na rua Paratinga, no conjunto Ajuricaba, bairro Alvorada, Zona Oeste, em frente à casa da vítima. Mas, somente nesta terça-feira (05) a idosa conseguiu, com o apoio dos vizinhos, registrar o caso no 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no Alvorada, Zona Oeste.

A agressão, segundo os vizinhos, foi motivada por conta do volume de entulhos que ocupa a calçada da aposentada e que vinha incomodando Izaías. “Ele chegou num carro e perguntou se o lixo iria permanecer na calçada da dona Emília e como resposta ela disse que ‘não era da conta dele’, afinal estava na frente da casa dela. Então, ele desceu do veículo e partiu em direção a ela. Pensávamos que ele apenas iria conversar, mas acabou aplicando socos e chutes. Ele ainda chegou arrastá-la pela rua segurando pelos braços dela”, disse Amanda Barbosa Bastos, 30, uma das moradoras da localidade, que testemunhou o ato.

Amanda ressaltou que o ataque só não foi de maior intensidade porque os vizinhos que ali estavam conseguiram impedir que a violência continuasse.

Para o universitário Marney Souza Félix, 33, que mora no local, o fato gera um sentimento de revolta e angústia. “Como pode uma pessoa agir dessa forma, sem piedade, agredir uma senhora indefesa, que chegou a essa idade para ter uma vida digna a acaba sendo espancada?”, indagou o universitário.

Outro morador do local, Osram Barbosa, 33, disse que essa foi a segunda vez que Izaías, tentou agredir Emília. A primeira ele conseguiu evitar, mas desta vez ele não estava por perto. “Esse rapaz (Izaías) costumava colocar o som bastante alto, o que trazia desconforto para a idosa. Então, ela foi pedir para baixar o volume e ele queria resolver a situação com violência, mas amenizei o atrito. Agora não tive como. Ela mora sozinha, não tem ninguém e ainda fazem isso com ela”, lamentou Barbosa.

A CRÍTICA tentou ouvir o empresário Izaías, mas não obteve êxito. Na churrascaria Filé do Boi, um dos estabelecimentos comerciais do empresário, a gerente do local informou que ele não estava e que logo ele entraria em contato, o que não ocorreu.

Publicidade
Publicidade