Publicidade
Cotidiano
Notícias

Idoso é preso por manter relações sexuais com adolescente em Eirunepé, no AM

Vítima de 15 anos alegou em depoimento que "visitas" custavam R$ 50. Polícia afirma que existem outros casos. Homem já cumpre pena por estupro de vulnerável, segundo a Polícia Civil 14/03/2015 às 13:37
Show 1
"Boin" é suspeito de aliciar adolescente em Eirunepé
ACRITICA.COM Manaus (AM)

O idoso João Dejacy Ferreira Menezes, conhecido como “Boin”, foi preso na tarde de sexta-feira (13) por favorecimento à prostituição de menores em Eirunepé (distante 1.160 quilômetros em linha reta da capital). Segundo a polícia, o idoso mantinha relações sexuais com uma adolescente de 15 anos em troca de dinheiro. Outras jovens podem ter sido vítimas do mesmo crime.

A prisão de “Boin” ocorreu por volta de 17h de ontem na residência dele, localizada na rua dos Anjos, bairro de Fátima. A ação foi coordenada em cumprimento de mandado de prisão preventiva. O pedido, segundo a Polícia Civil, foi embasado no depoimento de uma vítima, que contou sobre as relações sexuais com o idoso em troca de dinheiro.

A jovem disse ainda, que foi à residência de João cinco vezes este ano, convidada por ele, e cada visita ele pagava a ela o valor de R$ 50. Na Delegacia Especializada de Polícia (DEP) em Eirunepé, João se manteve calado e não informou qualquer participação no crime.  O delegado Jony Leão ressaltou, que o idoso estava em prisão domiciliar a três anos pelo crime de estupro de vulnerável.

A delegada Patrícia Leão, titular da Delegacia Especializada de Polícia (DEP) do município, que iniciou as investigações em torno desse caso, informou que possivelmente tenham outras adolescentes que tenham sido vitimas de “Boin”. Patrícia Leão destacou que os procedimentos irão continuar para identificar todas as jovens, e assim concluir o inquérito policial que já está em andamento, e será remito a justiça.

João irá responder pelo crime de favorecimento de prostituição de menores (Artigo 218-B, parágrafo 2º, inciso 1, do Código Penal Brasileiro). Ele ficará preso na carceragem da delegacia aguardando julgamento.

Publicidade
Publicidade