Segunda-feira, 30 de Novembro de 2020
MUNDO

Igreja Católica da Colômbia afasta 15 padres denunciados por abuso sexual

Os padres foram denunciados em fevereiro por um colombiano adulto, por "atos contrários à moral sexual"



AFP_98A73E24-1007-4B3E-B726-824D78D5EF3A.JPG Foto: Raul Arboleda
News thumb afp d084093c bf21 4ede 853c 0cfb6068260d AFP
06/04/2020 às 09:46

A Igreja Católica da Colômbia encontra-se envolvida em um escândalo às vésperas da Semana Santa, após afastar 15 padres denunciados por abuso sexual.

Os religiosos que foram suspensos pertencem à Arquidiocese de Villavicencio e o caso está nas mãos da Justiça, indicou um porta-voz religioso.



"Foram suspensos 15 padres da arquidiocese como medida cautelar, porque estão em processo de investigação", disse à AFP Carlos Villabón, porta-voz da jurisdição religiosa.

Os padres foram denunciados em fevereiro por um colombiano adulto, por "atos contrários à moral sexual".

"Seguindo o protocolo da Comissão Arquidiocesana de Proteção de Menores, a queixa foi informada ao Ministério Público, e nos colocamos em disponibilidade total para colaborar com as investigações", assinalou a Arquidiocese de Villavicencio.

Suposta rede de abuso

O jornalista Juan Pablo Barrientos, autor de um livro sobre pederastia e acobertamento no clero colombiano, afirmou à AFP que o escândalo envolve mais religiosos: 15 de Villavicencio e quatro de outras dioceses. Ele disse ter tomado conhecimento, por fontes judiciais e eclesiásticas, de que os padres fazem parte de uma rede de abuso sexual.

Os 19 envolvidos foram punidos pela Igreja e estão sob investigação judicial. Autoridades eclesiásticas só confirmaram a sanção contra 15 padres.

"O denunciante é uma fonte protegida do Ministério Público. Está ameaçado e corre risco de vida", acrescentou o jornalista.

O órgão investigador não se pronunciou sobre o expediente, motivo pelo qual se desconhece se o colombiano é uma vítima dos padres ou possui informações sobre a suposta rede.

Em sua mensagem, a arquidiocese sugere que se trata de uma pessoa diretamente agredida: "Expressamos a ele nossa profunda dor e solidariedade, e lhe oferecemos acompanhamento psico-espiritual."

Em março de 2019, o arcebispo de Bogotá, monsenhor Rubén Salazar, reconheceu que a Igreja tem conhecimento de mais de 100 casos de abuso sexual na Colômbia.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.