Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020
NA MIRA DO CONGRESSO

Impeachment de Trump avança na Câmara dos deputados dos EUA

As acusações contra Trump podem incluir abuso de poder, propinas, obstrução do Congresso e obstrução de Justiça.



trumpe_75C4588F-6215-44D8-8780-65792D3A5913.jpg Foto: André Romero / Reuters
06/12/2019 às 07:48

Alertando que a democracia norte-americana está em jogo, a presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, disse nessa quinta-feira (5) que pediu a um comitê da casa que prepare os artigos do impeachment contra o presidente Donald Trump, um passo histórico que estabelece uma luta para removê-lo do cargo.

Discursando em tom sombrio em um pronunciamento televisionado, Pelosi acusou o presidente republicano de abusar de seu poder e fez uma alusão ao rei britânico George 3º, o monarca contra o qual as colônias norte-americanas se rebelaram para formar os Estados Unidos em 1776, dizendo que nos Estados Unidos “o povo é o rei”.



“Nossa democracia está em jogo. O presidente não nos deixa escolha a não ser agir, porque ele está tentando corromper, novamente, a eleição para o seu próprio benefício. O presidente participou de abuso de poder, prejudicando nossa segurança nacional, e ameaçando a integridade das nossas eleições”, disse Pelosi, a principal democrata no Congresso americano.

No centro do processo de impeachment liderado pelos democratas está uma investigação sobre a pressão de Trump para o governo ucraniano iniciar uma investigação sobre o ex-vice-presidente Joe Biden, um dos favoritos para conseguir a candidatura presidencial democrata para 2020.

“Com tristeza, mas com confiança e humildade, com lealdade aos nossos fundadores e nossos corações repletos de amor pela América, hoje estou pedindo ao nosso chairman que proceda com os artigos de impeachment”, acrescentou.

Pelosi se referiu a Jerrold Nadler, cujo Comitê Judiciário da Câmara tem a responsabilidade de elaborar as acusações formais que serão votadas posteriormente no plenário da Casa.

Duas pessoas com conhecimento sobre o processo poderiam elaborar e encaminhar os artigos do impeachment ao plenário da Câmara até o dia 12 de dezembro. Os parlamentares democratas trabalhariam pelo final de semana para redigí-los.

As acusações contra Trump podem incluir abuso de poder, propinas, obstrução do Congresso e obstrução de Justiça.

Se a Câmara aprovar artigos de impeachment, como é esperado, isso levaria a um julgamento no Senado sobre a condenação ou não de Trump e sua remoção do cargo. Os colegas republicanos de Trump controlam o Senado e mostraram até agora pouco apoio à sua remoção.

Trump, que nega qualquer irregularidade, reagiu ao anúncio de Pelosi no Twitter escrevendo: “Os democratas que não fazem nada, radicais de esquerda, acabaram de anunciar que irão buscar o meu impeachment por causa de NADA”.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.