Publicidade
Cotidiano
Notícias

Imposto de Renda 2015: com o prazo ficando curto, especialista tira dúvidas frequentes

Mais uma vez, DINHEIRO consultou um especialista para esclarecer contribuintes quanto à declaração do IR 2015. Confira! 29/03/2015 às 14:45
Show 1
Aqueles contribuintes que ainda tiverem dúvidas em relação à declaração do Imposto de Renda 2015 ainda têm tempo. É só enviar as perguntas para o e-mail: economia@a-critica.com com o assunto intitulado Dúvidas IR 2015. Sua resposta pode estar na próxima edição de DINHEIRO
Juliana Geraldo Manaus (AM)

 O prazo para  preencher a declaração do Imposto de Renda 2015 (referente ao exercício de 2014) junto à Receita Federal está ficando curto. Agora falta praticamente um mês para o fim do período permitido pelo fisco e muitos contribuintes ainda seguem com dúvidas quanto ao preenchimento do documento.

Para continuar ajudando o  contribuinte que precisa fazer a declaração, DINHEIRO, novamente recorreu a um especialista para tirar as dúvidas de leitores na hora da pretação de contas com o ‘leão’.

A exemplo das semanas anteriores, o contador e coordenador do curso de ciências contábeis da Faculdade Estácio Amazonas, José Roberto de Melo, tira as dúvidas de alguns leitores de A CRÍTICA e internautas do Portal A Crítica.


Anderson - Comprei um imóvel de terceiros em agosto de 2013 mediante cessão de direito sendo que o mesmo já havia dado entrada de R$ 20 mil. Eu assumi as prestações e contrato e escritura ficaram no meu nome. Como declaro o IR sendo que sendo que a pessoa me passou o imóvel somente para ficar livre da dívida com a construtora? Posso colocar os 20mil que ele deu de entrada mais as prestações em bens e direitos?

O bem deverá ser registrado pelo preço total de compras em "Bens e Direitos". Quanto ao pagamento deverá ser registrado em "Dividas e ônus" em financiamento. Conforme o total da dívida em 31/12/2014 e a cada 12 meses será atualizado com as parcelas pagas.


Tony Petruska - Recebi R$ 30 mil pelo Banco do Brasil referente a uma decisão Judicial. Onde devo lançar esta importância na Declaração?

O contribuinte que ganhou uma ação judicial deve informar os valores recebidos à Receita na declaração referente ao ano em que de fato resgatou o dinheiro. Em ações judiciais e trabalhistas deverá ser lançado em "Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”, na linha “24. Outros


Elied - No caso dos dependentes que recebem pensão alimentícia judicial, se o titular o colocar como dependente, o valor pago pelo titular deve entrar como ganhos pelo dependente, já que é abatido do titular como pensão judicial?

Sim. O titular que receber a pensão alimentícia judicial pelo dependente deverá declarar o recebimento, assim como o contribuinte que estiver pagando a pensão alimentícia judicial.


Ricardo Gomes - Tenho que retificar a declaração, pois esqueci de ler e verifiquei que coloquei um histórico com erro de português. Será que terei algum problema?

Não. A Receita Identifica o contribuinte Pelo CPF, Endereço e valores recebidos e pagos pelo contribuinte através da Declaração de Prestação de Contas, ou seja, fora os dados cadastrais e valores informados na DIRF, o contribuinte não será penalizado por erros de português.


Declarações enviadas à Receita Federal

De acordo com a Receita Federal, 69.173 contribuintes já entregaram a declaração do IRPF 2015 no Amazonas. Este número representa 21,62% das declarações esperadas até o final do prazo que se encerra em 30 de abril, que é de 319 mil declarações.

O Conselho Regional de Contabilidade do Amazonas (CRC-AM) também resolveu dar uma ‘mãozinha’ ao contribuinte com dúvidas, organizando um plantão no Studio 5, aos sábados e domingos de 10h às 20h


Publicidade
Publicidade