Publicidade
Cotidiano
TRAGÉDIA

Incêndio no centro de treinamento do Flamengo deixa dez mortos no Rio

As chamas atingiram principalmente os alojamentos onde dormiam os jogadores de base do time. Equipes dos bombeiros ainda trabalham no local, conhecido como Ninho do Urubu 08/02/2019 às 07:39 - Atualizado em 08/02/2019 às 07:45
Show inc ndio flamengo cb2cea6c 930e 4f75 9da6 242ae8385a1b
(Foto: Reprodução Internet)
Vitor Abdala - Agência Brasil Rio de Janeiro

Um incêndio no centro de treinamento do Flamengo, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, deixou dez mortos e três feridos na madrugada de hoje (8). Equipes dos bombeiros ainda trabalham no local, conhecido como Ninho do Urubu, que fica no bairro da Vargem Grande. As chamas atingiram principalmente os alojamentos onde dormiam os jogadores de base do time.

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro divulgou os nomes dos três atletas feridos no incêndio. Jonathan Cruz Ventura, de 15 anos, está em estado gravíssimo e será transferido do Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, para o Pedro II, em Santa Cruz, também na zona oeste.

Cauan Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos, e Francisco Diogo Bento Alves, de 15 anos, estão internados no hospital da Barra da Tijuca. Segundo a secretaria, os dois inspiram cuidados. "Traz uma tristeza no coração de todos", disse o preparador físico Alexandre Sanz.

Zico

Ídolo do Flamengo, Arthur Antunes Coimbra, o Zico, lamentou o incêndio no Centro de Treinamento Ninho do Urubu e pediu apuração. "Que tragédia essa com a base do Flamengo! Que choque receber essa notícia aqui, do outro lado do mundo", afirmou Zico, que atualmente trabalha no Japão.

Usando sua conta no Facebook, o ex-jogador desejou "que Deus conforte os familiares que perderam seus filhos, netos, irmãos, sobrinhos,enfim parentes". Formado na base do Flamengo, Zico lembrou o sonho de muitos adolescentes de mudar de vida com o futebol: "Meninos que sonhavam com um futuro e muitos, sem dúvida, em ajudar suas famílias".

Zico cobrou a apuração do incêndio: "Que se apure tudo, pois uma tragédia como essa não pode passar em branco. Vidas se foram". Ele desejou que a "nação rubro-negra tenha força e fé para superar este momento".

Publicidade
Publicidade