Domingo, 21 de Abril de 2019
publicidade
economia_agora.JPG
publicidade
publicidade

SETORES

Incerteza da economia cresce 1,8 ponto de abril para maio, aponta FGV

O aumento da incerteza tem várias razões, entre elas o aumento do preço do petróleo, as tensões comerciais entre os Estados Unidos (EUA) e a China


30/05/2018 às 07:45

O Indicador de Incerteza da Economia, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), cresceu 1,8 ponto entre abril e maio de 2018, para 115 pontos. O indicador tem uma escala de 0 a 200 pontos, em que resultados acima de 110 pontos indicam incerteza elevada na situação econômica.

Segundo a FGV, o aumento da incerteza tem várias razões, entre elas o aumento do preço do petróleo, as tensões comerciais entre os Estados Unidos (EUA) e a China, a expectativa de aumento da inflação, os juros americanos e a proximidade das eleições presidenciais brasileiras.

A alta foi puxada por dois dos três componentes. O maior crescimento foi observado no componente Mercado, calculado com base na volatilidade do mercado acionário, medido pelo Ibovespa, que subiu 6,7 pontos.

O componente Expectativa, construído a partir das dispersões das previsões de especialistas para a taxa de câmbio e para a inflação oficial (IPCA), cresceu 3,9 pontos.

O componente Mídia, baseado na frequência de notícias com menção à incerteza nas mídias impressa e online, manteve a mesma pontuação em relação a maio.

publicidade
publicidade
Produção de grãos no Brasil deve crescer 1,6% este ano, diz Instituto
MPF quer retirada de terras indígenas no AM de blocos de exploração de petróleo e gás
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.