Sábado, 16 de Outubro de 2021
Edital lançado

Incubadora da Universidade inicia seleção de novas startups no Amazonas

No total são cinco vagas: uma para empresa residente e quatro para empresa não residente



182e2908-3719-4d1b-a5ce-e52f3e2163c3_8B04EBE5-49C2-4313-AE82-1ACBAD7B1659.jpg Foto: Divulgação
16/09/2021 às 11:47

A incubadora de empresas e startups da Universidade Nilton Lins, BioTech da Amazônia, está iniciando a seleção de novos empreendedores, projetos e ideias inovadoras, que tenham como foco principal a sustentabilidade, a inovação tecnológica, ambiental, científica, social e a bioeconomia para integrar seu programa de apoio e incentivo.

O edital, publicado nesta quarta-feira (15) pela instituição, é destinado para pessoas jurídicas, startups, profissionais, pessoas físicas e potenciais empreendedores que ainda não estejam formalizados. No total são cinco vagas: uma para empresa residente e quatro para empresa não residente. Atualmente, a BioTech possui duas startups incubadas: a KinesisLab e a Amazonzyme.



A empresa residente terá à disposição uma sala de escritório de uso privado, capacitações, consultorias e uma infraestrutura de uso comum, compreendendo limpeza das áreas comuns, salas de reuniões e recursos audiovisuais.

As empresas não residentes terão orientação empresarial, consultorias, capacitações e também vão poder acessar a infraestrutura de uso comum da Universidade, conforme necessidade, como biblioteca, laboratórios de pesquisa, ou salas de treinamento.

De acordo com a reitoria da Universidade Nilton Lins, Gisélle Lins Maranhão, a o projeto de uma incubadora própria acontece como incentivo ao empreendedorismo, uma vez que a instituição anda próxima ao mercado de trabalho.

“Nossa comunidade acadêmica precisa desta iniciativa, assim como a economia do Amazonas e de toda a região precisa de todo o suporte neste momento de retomada. Além da estrutura física, os futuros empreendedores terão a assessoria multiprofissional do corpo discente da instituição para orientar no que for preciso”, destacou Gisélle Lins.

Ainda segundo a reitora, entre os serviços e apoio disponibilizados pela BioTech em seu programa de incubação estão o suporte técnico especializado por meio de assessorias, consultorias e capacitações; interação com instituições e empresas parceiras do ambiente empreendedor e inovador local; participação em atividades diversas, como por exemplo: feiras, congressos, seminários, rodadas de negócios, visitas técnicas, oficinas; divulgação das startups.

O coordenador da BioTech da Amazônia, e professor da Nilton Lins, Carlos Filipe Guimarães, destaca ainda, que os interessados poderão se inscrever no processo seletivo até o dia 18 de outubro de 2021. O edital com outras informações e o endereço para inscrições está disponível em https://drive.google.com/file/d/1sem0YwqhIXupb06SQExvrpIlV6Gnmlru/view?usp=sharing

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.