Publicidade
Cotidiano
Notícias

Indígenas do Alto e Médio Solimões vão à ALE-AM discutir suposta extinção da Seind

Representantes de várias etnias aguardam audiência com o governador José Melo para discutir informação de uma possível extinção da Secretaria de Estado para os Povos Indígenas 24/02/2015 às 11:08
Show 1
Indígenas que representam dez etnias do Alto e Médio Solimões esperam audiência com o governador José Melo
Janaina Andrade Manaus (AM)

Indígenas que representam dez etnias do Alto e Médio Solimões e esperam audiência com o governador José Melo, para discutir a possível extinção da Secretaria de Estado para os Povos Indígenas (Seind), ocuparam na manhã desta terça-feira (24) a galeria da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM).

Os representantes que estão em Manaus há mais de um mês já estiveram duas vezes na sede do Governo pleiteando uma conversa com Melo, mas nos dois momentos não obtiveram sucesso.

Conforme o membro da MECMAM (Comissão do Movimento Etno-cultural de Mobilização do Amazonas), Paulo Mendes, da etnia Tikuna, o deputado Vicente Lopes (PMDB), que é presidente da Comissão de Assuntos Indígenas da ALE, deverá reiterar as demandas das lideranças durante discurso no grande expediente.

"Já tivemos duas reuniões com o deputado Vicente Lopes e ele também já enviou ofício ao governador pedindo um encontro para discutir essa informação da possível extinção da Seind. Nós não queremos brigar, discutir, nem falar alto. Queremos apenas dialogar com o José Melo, pois durante a campanha ele soube vir até os líderes indígenas, e agora não nos dá nenhum sinal de conversa",  desabafou Mendes.

Na ocasião, eles revelaram que a MECMAM (Comissão do Movimento Etno-cultural de Mobilização do Amazonas) tem um nome para a Seind, para substituir o atual secretário, Bonifácio José Baniwa.  

Os líderes disseram ainda que possuem um parente a ser indicado ao governador na audiência que esperam conseguir. O indicado é Raimundo Nonato Pereira Sobrinho, da etnia Waimiri-Atroari, um dos integrantes do movimento criado em fevereiro deste ano.

Publicidade
Publicidade