Publicidade
Cotidiano
Notícias

Índios permanecem acampados na sede da Seind

Indígenas acampados na frente de secretaria exigem a saída de Bonifácio Baniwa e a nomeação de Raimundo Sobrinho  27/08/2015 às 09:52
Show 1
Hoje faz sete que os insatisfeitos se instalaram na frente da secretaria
Náferson Cruz ---

Representantes indígenas das etnias Atroari, Sateré e Ticuna, continuam a ocupar a frente da sede da Secretaria de Estado para os Povos Indígenas (Seind), no Centro. Hoje faz sete dias que o movimento está no local. O motivo do ato é que o atual secretário da Seind, Bonifácio Baniwa, seja substituído por Raimundo Nonato Pereira Sobrinho, da etnia Waimiri-Atroari.

Eles alegam que, em abril deste ano, o governador José Melo (Pros) teria informado que acataria a reivindicação e que nomearia Raimundo Sobrinho como novo titular da Seind, entretanto, até o momento isso não aconteceu.

De acordo com os representantes indígenas, Raimundo obteve a maior votação em uma eleição interna da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab), dentre os outros quatro candidatos a uma vaga na Seind.

Os nomes foram encaminhados ao governador, em janeiro deste ano. Mesmo assim, ele não foi escolhido, afirmaram os representantes da Comissão do Movimento Etno-cultural de Mobilização do Amazonas (MECMAM).

Ontem, Raimundo Sobrinho recebeu a reportagem de A CRÍTICA em uma casa cedida para o encontro, ao lado da Seind. O representante indígena disse que tem um planejamento pronto e compartilhado, com participação direta (dos indígenas) com o intuito de buscar alternativas. “Queremos mudança na administração porque até agora as ações da Seind não chegaram às comunidades e muito menos em todas as calhas dos rios”, disse Raimundo.

Sem representação

Em resposta, o titular da Seind, Bonifácio Baniwa, informa que os indígenas que realizam manifestação na sede da Seind, não representam nenhuma entidade indígena oficial e que não procede a alegação de que a Secretaria não dialoga com as comunidades indígenas.

Ainda de acordo com Bonifácio, todas as ações executadas pelo órgão são discutidas, construídas e aprovadas de forma participativa junto com o Movimento Indígena Organizado, a partir da Coiab, Coipam (Coordenação das Organizações Indígenas do Estado do Amazonas) e das Federações e Associações constituídas formalmente pelas comunidades e povos indígenas.

A Seind também estabelece parcerias de cooperação com diversos órgãos estaduais e federais para atender as demandas das comunidades e organizações indígenas.

Protocolo

Na segunda-feira, parte do grupo esteve na sede do governo, na tentativa ser recebido pelo governador, porém, sem êxito. Na ocasião, os indígenas protocolaram um documento pedindo exoneração do secretário. O movimento pretende ficar acampado na até obter uma resposta do governo.


Publicidade
Publicidade