Publicidade
Cotidiano
Notícias

Inflação sobe menos para quem ganha até 2,5 salários mínimos

Segundo informações divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas, seis das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimo 12/01/2015 às 11:44
Show 1
Inflação sobe
Nielmar de Oliveira - Agência Brasil ---

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-1) que mede a inflação para a população que ganha até 2,5 salários fechou o mês de dezembro do ano passado com alta de 0,75%, o que levou o indicador a fechar o acumulado de 2014 com variação de 6,29%. O IPC-1 é pesquisado no Rio de Janeiro, São Paulo, Recife e Salvador.

Em dezembro do ano passado a variação foi 0,7%, contra 0,75% relativos a taxa de variação da inflação medida pelo IPC-BR, que também fechou os 12 meses do ano passado com variação superior ao índice que mede a variação dos preços dos que ganham até 2,5 salários (6,87%).

Segundo informações divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas, seis das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimo: Alimentação, que passou de 0,76% para 1,05%; Transportes (de 0,08% para 0,72%); Saúde e Cuidados Pessoais (0,22% para 0,40%); Vestuário (0,41% para 0,59%); Comunicação (0,27% para 0,56%); e Despesas Diversas (0,20% para 0,24%).

Nestes grupos, os destaques partiram dos itens: arroz e feijão (-0,82% para 3,26%), tarifa de ônibus urbano (-0,48% para 0,59%), artigos de higiene e cuidado pessoal (-0,19% para 0,36%), roupas (0,22% para 0,81%), tarifa de telefone móvel (0,59% para 1,28%) e clínica veterinária (0,04% para 2,30%).

Em contrapartida, os grupos Habitação (0,76% para 0,55%) e Educação, Leitura e Recreação (1% para 0,43%) apresentaram decréscimo nas taxas de variação. Nestas classes de despesa, destacam-se os itens: tarifa de eletricidade residencial (2,81% para 1,14%) e hotel (1,74% para -0,99%). A próxima divulgação do IPC-C1 acontecerá no dia 11 de fevereiro.

Publicidade
Publicidade