Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019
ELEIÇÕES 2018

Iniciativa privada é solução para logística no AM, diz presidenciável João Amoêdo

Em Manaus, o banqueiro João Amoêdo, do Partido Novo, disse que "esperar soluções do Governo não tem dado resultados". O pré-candidato, que é a favor do porte de armas, também falou sobre segurança e a Zona Franca



joao.JPG João Amoêdo realizou coletiva de imprensa em Manaus antes de palestra (Foto: Vitor Gavirati)
07/03/2018 às 19:39

Em visita a Manaus para divulgar os ideais do Partido Novo, o pré-candidato à presidência da República pela sigla, João Amoêdo, afirmou que investimentos por parte da iniciativa privada é um caminho para reduzir os problemas de logística no escoamento da produção do Amazonas.

Além de falar sobre o tema que considera ser, junto com a questão ambiental, os principais pontos a serem melhorados no Estado, Amoêdo abordou assuntos como segurança e Zona Franca, durante coletiva de imprensa em um hotel na Zona Centro-Sul de Manaus, na tarde desta quarta-feira (7).

"O que a gente entende é que o fundamental para resolver a fórmula da logística de forma consistente é ter uma maior participação da iniciativa privada. Acho que deixar na mão do governo e esperar que o governo tenha soluções a gente já viu que não acontece. O governo está sem capacidade de investimento", afirmou Amoêdo.

Segundo o pré-candidato, que é um dos fundadores do Novo, o plano de governo com o detalhamento das propostas de sua candidatura ainda será elaborado. "O objetivo principal dessa rodada no Norte do país é divulgar as ideias do partido, que foi criado recentemente (registrado em 2015), para que as pessoas conheçam o Novo", explicou João, que chegou de Belém (PA) nesta quarta e ainda deve visitar Boa Vista (RR) nos próximos dias.

Incentivar a participação da iniciativa privada, de acordo com Amoêdo, é uma das bandeiras do Partido. "A gente tem que ter uma economia com menos intervenção do governo, menor carga tributária, onde as pessoas tenham mais facilidade para empreender. O sintomas de problemas no estado Amazonas e em vários outros é a crise de direção do estado”, destacou.

“O país deveria adotar de fato o federalismo, ou seja, dar mais poder aos estados e municípios, justamente, para eles conseguirem ter a maior parte da carga tributária sendo utilizada no próprio estado ou município e fazer a gestão o que achar mais conveniente de acordo com a necessidade”, completou.

Zona Franca

Para João Amoêdo, a filosofia do Novo casa com a gestão da Zona Franca de Manaus, matriz apoiada pelo partido. “A gente tem que ajudar o Amazonas a se desenvolver, para quando esteja próximo o fim da Zona Franca, ele tenha desenvolvido outras competências, outros negócios e não fique dependente de um único modelo econômico”, afirmou.

Segurança

Durante a coletiva, o pré-candidato foi questionado sobre a questão da segurança no Brasil e revelou a maneira com que pretende enfrentar o problema. Segundo Amoêdo, é preciso combater a ideia de que o bandido é vítima e o policial um problema no combate à violência; dar legítima defesa ao cidadão (o Novo defende o porte de arma); aumentar o nível de investigação dos crimes; criar leis mais rígidas; organizar a gestão dos presídios a partir de parcerias público-privadas e; integrar os governos Federal e Estadual no tratamento da Segurança.

“No passado o Governo Federal ficou muito ausente da questão da violência. A parte de Fronteira, de armamento e drogas é de responsabilidade do Governo Federal, então precisa haver uma integração maior”, disse.

Palestra

O bancário e pré-candidato à  Presidência pelo Partido Novo, João Amoêdo, veio a Manaus pela primeira vez para realizar uma palestra na noite desta quarta-feira. O evento vai ocorrer na Escola Superior de Tecnologia (EST), localizada na avenida Darcy Vargas, Zona Centro-Sul de Manaus.

Amoêdo foi presidente do Partido Novo de setembro de 2015 a junho deste ano. O Partido Novo foi fundado em 2011 com apoio de empresários no Rio de Janeiro e teve o registro aprovado no Tribunal Superior Eleitoral em 2015.

O anúncio da pré-candidatura de Amoêdo foi realizado em novembro do ano passado. Em seu discurso, o bancário afirma que quer ser uma novidade fora da política tradicional e rejeitará o título de “salvador da pátria”.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.