Domingo, 22 de Setembro de 2019
Empreendedorismo

Investir no próprio negócio é a alternativa para fugir do desemprego

Conheça a história de Misael Ramos e Keise Sampaio, que iniciaram suas trajetórias como empregados e aproveitaram uma lacuna para investirem nas suas ideias



Sem_t_tulo.jpg Na foto, os empreendedores Keise Sampaio e Misael Ramos. (Fotos: Evandro Seixas)
03/07/2016 às 15:41

“É na crise que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias”, já dizia Albert Einstein. Essa máxima fez todo sentido na vida de dois amazonenses que diante das dificuldades e iminente desemprego tiveram a ideia de montarem seu próprio negócio, semeado com ingredientes como determinação e humildade. Conheça a história de Misael Ramos e Keise Sampaio, que iniciaram suas trajetórias como empregados e aproveitaram uma lacuna para investirem nas suas ideias.

De office boy à empresário

Misael Ramos começou sua história como Office Boy da RPS, em seguida vendedor de cadeira de rodas e próteses pela Clini Audio, em 1999. Nesta última empresa, seu chefe, gostou muito dele e o enviou para se aperfeiçoar em Goiânia.  Na capital, ele fez o curso Técnico de Próteses e Órteses.

Já de volta à cidade de Manaus, Misael se destacou e começou a gerenciar a empresa no setor de oficina e operações, depois foi promovido para sócio da empresa. Nesta sociedade, permaneceu por dois anos, entretanto, não foi como esperava. sua vida financeira se estagnou em 2007 e a empresa faliu.

Em 2010, movido por determinação e coragem, investiu na sua própria empresa, a Ramos Empreendimentos. Da antiga sociedade, ele saiu, sem dinheiro, mas foi indenizado com equipamentos usados. Destes materiais, ele montou sua empresa, mas teve que fazer empréstimo de R$ 200 mil para investir em máquinas, equipamentos, informativos, softwares e programas.

A empresa que trabalha com próteses mecânicas, aparelhos auditivos, produtos ortopédicos e cadeira de rodas possui 11 funcionários, além de contar com profissionais da área da saúde, como fonoaudiólogos e fisioterapeutas. “Conhecer seu produto é primordial, em seguida é ter a certeza que no início vai ser trabalhoso, que será realizado apenas investimentos na empresa, podendo ou não ganhar lucros, além de estar pronto para os novos desafios e ter a perseverança que no final será alcançado à vitória”, afirmou Ramos.

Ramos Empreendimentos fica localizada na Rua Belém, nº 576, Adrianópolis.

Decoradora de festas infantis

A organizadora de festas Keise Sampaio iniciou sua carreira como estudante de Marketing. Formou-se na área e em seguida prestou concurso para o Ministério de Saúde, onde foi aprovada em 2009. Keise atuou, a partir de 2011, no cargo de assistente administrativo. Seu contrato foi de quatro anos e no terceiro ano de trabalho ela teve um filho. Faltando um ano para acabar o contrato, ela avaliou que necessitava sustentar seu filho e ao mesmo tempo dedicar mais tempo a ele.

O nascimento da “Montando Ideias” veio da necessidade de  ter um decorador que organizasse a festa do seu filho com o tema evangélico, serviço que não existia em Manaus. Keise então importou os itens de São Paulo e criou a festa do jeito que queria. Daí ela analisou a falta de profissionais que ornamentassem festas com temas cristãos.

Keise começou a estudar por meio de vídeos no  YouTube e em site de criação de festas. Investiu nos seus utensílios a partir do dinheiro da rescisão do trabalho e treinava as decorações com as festas de amigos e parentes. Em julho de 2015 fez sua primeira festa profissional com o tema "Festa Julina”.

“A nossa missão é surpreender positivamente nossos clientes, além de conquistar sua confiança e assim trabalharmos para construir um relacionamento que vai acima da mera prestação de serviço,  pois o que fazemos é realizar sonhos  e quem concretiza sonhos conquista um lugar no espaço, no tempo e no coração”, comenta Keise.

A “Montando Ideias” atua em Manaus há um ano, localizada na Rua Beija-flor, número 22AB, Cidade Nova.

10 erros a serem evitados nos negócios, segundo a Confia Microfinanças e Empreendedorismo:

1° Se apegar à ideia

2° Falta de planejamento

3° Achar que sabe mais do que o mercado

4°  Não dividir seus pensamentos

5° Não se preparar para a guerra

6° Seguir gurus de internet

7°Não conhecer o marco legal

8°  Endividamento

9° Misturar financeiramente vida pessoal e privada

10° Esperar estar 100% pronto para lançar algo: marco legal.
 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.