Publicidade
Cotidiano
TERMO DE COOPERAÇÃO

INSS Digital será levado para todas cidades do interior do Amazonas até final de 2017

Programa Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) Digital vai possibilitar acesso aos serviços da Previdência nos municípios do interior onde não há agência 03/10/2017 às 08:31 - Atualizado em 03/10/2017 às 08:36
Show joao campelo
Presidente da AAM, João Campelo, espera que acesso facilitado aos benefícios ajude a dinamizar a economia no interior (Foto: Divulgação)
Geizyara Brandão Manaus

A economia do interior do Amazonas receberá uma injeção de quase R$ 2 bilhões por ano em benefícios previdenciários devido à parceria firmada entre a Associação Amazonense de Municípios (AAM) e o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). O termo de cooperação foi assinado ontem e viabiliza aos 61 municípios do interior o programa INSS Digital.

As cidades de Careiro Castanho, Carauari e Anori serão as primeiras a inaugurarem o programa nos próximos 15 dias por já possuírem estruturas para atender a população que irá procurar pelos benefícios do INSS. “Nos outros (municípios), os prefeitos estão ainda em fase de fazer a reforma, ampliação do setor onde vai ser instalado”, explicou o presidente da AAM, João Campelo.

A meta é que os 61 municípios tenham o programa até o final deste ano para que aumente o número de beneficiários do Estado. Segundo o gerente-executivo do INSS em Manaus, Clizares Santana, atualmente apenas 7,7% da população do Amazonas recebem os benefícios, abaixo da média nacional de 18%. “Com a implantação do INSS Digital, nós temos uma demanda potencial de 11%. Se nós formos quantificar, vão dar quase 500 mil pessoas, 500 mil benefícios”, expôs.

Para o gerente-executivo do INSS existe uma demanda represada por conta das dificuldades da população chegar até uma das 27 agências do órgão. “Portanto, com a implementação em cada município, essa demanda vai aumentar e nos próximos três anos estimamos que vamos chegar pelo menos ao índice de cobertura de benefícios pagos nacional”, contou.

Santana citou os municípios de Maraã e Japurá em que as pessoas levam de três a quatro dias para chegar a Tefé, onde há uma agência do INSS. “Quando chegam a Tefé, às vezes, não conseguem o agendamento e acabam desistindo. Por isso que Japurá e Maraã têm os menores índices de benefícios pagos do Estado do Amazonas”, revelou.

Com o aumento de benefícios no interior, Campelo ressalta a importância do programa para a economia. “Isso é fantástico! Não há nada que possa gerar tanto emprego e que aqueça a economia para o momento que vive o País do que o INSS digital”, disse. O presidente da AAM destaca que não apenas os beneficiários serão favorecidos, mas toda a população com a circulação de mais dinheiro.

Piorneiro

O Amazonas foi pioneiro na implementação, neste ano, do INSS Digital. O programa dispensa o cidadão de comparecer  às agências da Previdência Social para requerer benefícios. “O INSS, recentemente, entrou nessa 'Era Digital'. A nossa ideia é expandir o INSS para todos os rincões do Estado do Amazonas, ou seja, para os 62 municípios. É um momento ímpar”, frisou Santana.

Em números

42 Municípios  do interior do Estado do Amazonas não possuem agências da Previdência Social. Apenas 27 agências estão distribuídas por 20 cidades de todo o Estado para atender os beneficiários.
315 mil Beneficiários são atendidos pelo INSS do Amazonas. A estimativa, com a chegada do programa INSS Digital, é que esse número chegue a 800 mil durante os próximos três anos, segundo o próprio órgão.

Prefeituras devem dar contrapartidas

Os benefícios por incapacidade, que precisam de avaliação social e perícia médica são os únicos que não poderão ser concedidos pelo INSS Digital no interior. O gerente-executivo do INSS em Manaus, Clizares Santana, explicou que as prefeituras que são associadas à AAM vão assinar um termo de adesão para a montagem de uma estrutura pequena, uma sala de 60 a 80 m², para o funcionamento do programa no município. “(O cidadão) vai chegar e ser atendido por uma pessoa, que a prefeitura vai designar”, afirmou.

A população poderá entregar os documentos para dar entrada no benefício, que será digitalizado e enviado para a Central de Análise INSS. “O cidadão vai receber o protocolo e nós vamos analisar esses requerimentos de benefícios aqui em Manaus”, esclareceu destacando que a resposta será enviada digitalmente também.

Publicidade
Publicidade