Quinta-feira, 02 de Abril de 2020
Notícias

Instituição para dependentes químicos enfrenta problemas financeiros e falta de vagas

Principal instituição de Manaus que acolhe os dependentes, se mantêm com recursos oriundos da Arquidiocese de Manaus, doações da sociedade e convênio com o Governo do Estado



1.gif Neste domindo (30), a Fazenda da Esperança abriu as portas para o público, que pôde conhecer o trabalho desenvolvido na instituição
01/10/2012 às 09:31

Um dos principais centros terapêuticos de recuperação de dependentes químicos do Amazonas, a Fazenda Esperança, está com todas as vagas disponíveis para internação preenchidas. A comunidade, localizada no km 14 da BR-174 (Manaus-Boa Vista), abriga atualmente 110 internos e 12 internas e, segundo o diretor da instituição, Padre Anderson Fontes, ela é mantida com recursos oriundos da Arquidiocese de Manaus, doações da sociedade e convênio com o Governo do Estado.

As famílias dos internos também contribuem com a venda de produtos que são fabricados no local, pelas pessoas em tratamento. O período de internação é de um ano e o tratamento é baseado na espiritualidade, na convivência e no tratamento contra a dependência.



“Nós sabemos que a problemática da droga e do álcool é muito grande no meio da juventude. Hoje há o problema do oxi, que  é uma das drogas mais pesadas, mas também tem o álcool, a pasta base e sempre tem surgido drogas novas”, conta o religioso, preocupado com a sempre crescente demanda.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.