Publicidade
Cotidiano
Notícias

Internautas se revoltam com laudo preliminar e não oficial divulgado pelo Sinetram

O laudo, divulgado na manhã desta sexta-feira (21), retira a culpa do motorista pelo acidente que vitimou o ciclista Antônio Simão de Lima, de 61 anos 22/05/2015 às 21:47
Show 1
Reação na Internet foi de revolta contra a forma com que o ciclista morreu e contra as afirmações do laudo
alexandre pequeno Manaus (AM)

Na manhã desta sexta-feira (22), um laudo preliminar não-oficial foi divulgado pela empresa de transportes coletivos Auto Ônibus Líder e pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram). A reação de internautas foi de revolta.

O laudo, produzido por um perito da Líder, afirma que o motorista Robert de Oliveira Mota, 29, que dirigia o coletivo da linha 440, na manhã desta quinta-feira (21), na avenida Djalma Batista, não teve culpa no atropelamento e morte do ciclista Antônio Simão de Lima Araújo, de 61 anos.

Segundo a empresa e o órgão, o motorista Robert "não cometeu nenhuma infração de trânsito" durante o acidente.

O Portal A Crítica publicou o vídeo que registrou o momento do acidente.  As imagens mostram que o ônibus se aproxima perigosamente de Antônio, atingindo-o por trás. O Código Brasileiro de Trânsito estabelece que veículos motorizados devem manter uma distância mínima de 1,5 metro das bicicletas.

Na Internet, a notícia sobre o laudo preliminar gerou diversos comentários contra o posicionamento das empresas. Tanto no Portal A Crítica, quanto na página oficial do Facebook, vários internautas descrevem o atropelamento como um assassinato.

No Portal A Crítica, internauta Rose, argumenta que os motoristas fazem verdadeiras ‘disputas’ no trânsito de Manaus.

“Nada justifica até porque havia espaço suficiente para desviar. Vale dizer que esses motoristas de ônibus são uns irresponsáveis e sabem que ficam impunes. Quem já andou na Getúlio Vargas a noite, 20h, 20h30? é uma corrida e quem for pequeno que MORRA. Ficam disputando não sei o quê, fechando todo mundo e não há fiscalização para motorista de ônibus, penso que nem teste psicológico no recrutamento destas empresas, sabe-se lá se ao menos se possuem carteira”, comenta.

Ainda no Portal, Antônio Silva afirma que os motoristas costumam ter a atitude. “Parece até proposital a forma que os motoristas agem quando vêem um ciclista, passam bem pertinho parece que mandando um recado de ‘sai pra lá’, quando passa sem derrubar, beleza, quando derruba vira tragédia, até quando isso terá que acontecer?”, indaga.

No Facebook, Rick Lima questiona a validez do laudo preliminar. “Esse laudo do Sinetram não tem valor nenhum. O que vale mesmo é o que a perícia da Polícia vai emitir. No caso, já sabemos, as imagens falam por si só! Manaus e seu trânsito assassino”, afirma.

Com a mesma linha de raciocínio, Flávio Pereira completa: “Nenhum perito de verdade vai isentar esse motorista do acidente, como sempre vocês escolhendo um lado pra defender, e sempre o do infrator”.

Ainda no Facebook, Adelson Graça Pinheiro cobra respeito no trânsito. “Se foi proposital não sei. Mas acho que o motorista tem sim que ser de alguma forma penalizado. É fato que veículos grandes não respeitam os pequenos. O ciclista estava de costas, como poderia saber q o ônibus estava tão próximo? O respeito no transito tem que ser de todos!”, encerra.


Publicidade
Publicidade