Sábado, 18 de Setembro de 2021
Educação

Internos do Compaj realizam vestibular de ensino a distância

Quando aprovados no exame, os presos têm a oportunidade de cursar nos polos educacionais montados dentro da unidade onde cumprem suas penas



Sem_titulo_AC261962-D221-4F2F-A011-0D0F272720B1.jpg Foto: Divulgação / SEAP
20/07/2021 às 08:43

Por acreditar que a educação transforma vidas, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) tem investido cada vez mais na oferta de ensino superior para os presos das unidades prisionais de Manaus. Nesta segunda-feira (19/07), 30 apenados do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) realizaram o vestibular para cursos na modalidade de ensino a distância da Universidade Estácio de Sá.

A parceria da Seap, com a empresa de cogestão Reviver Administração Prisional Privada e a Estácio, garante aos privados de liberdade bolsas limitadas de 70% de desconto, no primeiro ano do curso, e 50% nos anos seguintes, com as mensalidades pagas por seus familiares. Quando aprovados no exame, os presos têm a oportunidade de cursar nos polos educacionais montados dentro da unidade onde cumprem suas penas.



Os cursos a distância que a Estácio disponibiliza em seu catálogo vão de bacharelados e licenciaturas a tecnólogos, com duração de dois a quatro anos. Dentre as escolhas dos reeducandos do Compaj estão: Logística, Segurança no Trabalho, Gastronomia, Cozinha Contemporânea, Contabilidade, entre outros.

O complexo penitenciário foi a primeira unidade prisional a aderir à iniciativa. Hoje, o estabelecimento já conta com um total de 29 internos matriculados em cursos de ensino superior e, segundo o diretor do Compaj, Lucas Maceda, a meta é aumentar esse número.

“Entendemos que o ensino é algo fundamental e o pilar mais importante para o fenômeno da ressocialização. Realizar vestibulares e inserir cada vez mais internos no nível superior, é primordial para a melhoria do processo de reinserção na sociedade, afinal, com o diploma da graduação em mãos e a liberdade, eles não poderão perder em nada na concorrência do mercado de trabalho com as pessoas que nunca passaram pelo sistema”, disse.   

Leônidas*(nome fictício) participou do exame com o objetivo de conseguir uma bolsa para o curso de Cozinha Contemporânea e, assim, abrir o próprio negócio junto com a esposa. “Há muito tempo estou apreensivo para fazer essa prova e espero conseguir passar, para me qualificar no mercado de trabalho e remir minha pena, para sair logo daqui e ajudar minha família”, revelou o interno.

Oportunidade – Ao longo do mês de julho, outras penitenciárias também realizaram o vestibular da Estácio. Logo no início do mês, 28 reeducandos do Centro de Detenção Provisória de Manaus 2 (CDPM 2) participaram do exame. Na última sexta (16/07), 71 apenados do Centro de Detenção Provisória de Manaus 1 (CDPM 1) também prestaram vestibular.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.