Publicidade
Cotidiano
Notícias

Investigado por corrupção, Cunha recebe chuva de dólares

Ação aconteceu no Salão Verde, durante entrevista coletiva com o presidente da Câmara. Um dos manifestantes foi detido pela polícia legislativa 04/11/2015 às 18:23
Show 1
Eduardo Cunha é alvo de processo de cassação no conselho de ética
acritica.com ---

Ativistas do Levante Popular da Juventude realizaram, na tarde desta quarta (4), uma ação de protesto contra o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), na Câmara dos Deputados, que contou com “chuva” de notas de dólares.

De acordo com o coletivo, a ideia era devolver os 5 milhões de dólares que o parlamentar mantinha de maneira ilegal na Suíça e que foram bloqueados, recentemente, pelas autoridades do país em uma investigação que o acusa de corrupção e lavagem de dinheiro.

A ação aconteceu no Salão Verde, durante entrevista coletiva com o presidente da Câmara. Um dos ativistas foi detido pela polícia legislativa.

Em sua página no Facebook, o Levante se manifestou sobre o protesto. Confira a mensagem na íntegra:

Se os deputados não têm coragem de enfrentar o Cunha, nós temos! Fora Cunha!

O Levante Popular da Juventude realizou hoje, 4 de Novembro, uma ação nacional denunciando o presidente da Câmara Eduardo Cunha, em 10 cidades. Em Brasília, devolvemos simbolicamente os US$ 5 milhões de dólares que segundo o Ministério Público da Suíça, o deputado Eduardo Cunha guardava em contas secretas neste país.

É inadmissível a sua permanência na Câmara seja na condição Presidente, seja na condição de Deputado, mesmo após vir a público provas materiais da existência de patrimônio incompatível com seus rendimentos, de ter quebrado o decoro parlamentar e de estar sendo investigado pelo Ministério Público Federal.

Além das acusações de corrupção, Eduardo Cunha é hoje a personificação do conservadorismo e do fundamentalismo existente na sociedade brasileira. Sua atuação como congressista foi afrontar em todas as frentes os direitos das mulheres, da juventude negra, das LGBTs, dos indígenas, representando uma clara ameaça as conquistas democráticas.

O Levante expressa com este ato o sentimento de indignação da sociedade brasileira, em especial da juventude, com tudo o que representa a figura de Eduardo Cunha. Não podemos mais ficar inertes. Se os deputados não têm coragem de enfrentar o Cunha, o povo terá. No dia 13 de Novembro vamos às ruas pelo Fora Cunha!

Pátria Livre, venceremos!

Publicidade
Publicidade