Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019
Notícias

Iranduba inicia projeto-piloto do Ronda no Bairro

Após ser implantado em toda a capital amazonense, o Ronda no Bairro segue para o interior do Estado



1.jpg Iranduba é o primeiro município a receber as ações para implantação do programa Ronda no Bairro
18/02/2013 às 18:27

O município de Iranduba (a 28 quilômetros de Manaus) é o primeiro a receber as ações para implantação do programa, cuja operação na cidade servirá como projeto-piloto para estender o Ronda no Bairro a mais 12 municípios do Amazonas, inicialmente.

Um dos primeiros passos para a implantação do novo sistema de segurança em Iranduba foi a realização do curso de capacitação para mais de 60 policiais militares e civis que vão atuar na região, assim que o governador Omar Aziz oficializar a implantação do programa na cidade. O município também já passou pelo processo de mapeamento de áreas, com a divisão da cidade em seis setores, incluindo o Cacau Pirêra, para o planejamento das ações do Ronda no Bairro.


Na manhã desta segunda-feira, a pedido do governador Omar Aziz, a presidente de honra do Fundo de Promoção Social (FPS), primeira-dama Nejmi Aziz, realizou a entrega dos certificados de conclusão do curso aos policiais, em solenidade no plenário da Câmara Municipal de Iranduba. O evento também contou com a presença da titular da Secretaria de Governo (Segov), Rebecca Garcia.

Durante a cerimônia, Nejmi Aziz destacou a importância do Ronda no Bairro. “A população dos municípios quer e precisa de ações que são realizadas em Manaus em diversas áreas, inclusive na área da segurança. E hoje o Ronda no Bairro existe para somar e estar junto da comunidade. É importante que as pessoas saibam que a eficiência do programa se deve à interação entre as policias civil e militar e os cidadãos”, ressaltou. 

O secretário executivo do Ronda no Bairro, tenente-coronel Amadeu Soares, comentou sobre a escolha de Iranduba para o projeto-piloto e ressaltou como deverão ser conduzidos os trabalhos nas demais localidades. “Iranduba foi escolhido pela proximidade com a capital e pela praticidade que teremos de montar um projeto-piloto e, a partir dele, iremos implantar o programa nos outros 11 municípios, escolhidos por calha de rio. As calhas de divisa de fronteira foram priorizadas também”, pontuou.

Investimento

Para o interior, o programa vai contar com investimentos iniciais de R$ 100 milhões, beneficiando cerca de 685,6 mil pessoas nas cidades de Manacapuru, Iranduba, Parintins, Tefé, Tabatinga, São Gabriel da Cachoeira, Lábrea, Eirunepé, Coari, Humaitá, Boca do Acre e Itacoatiara.

Adaptado à realidade

Além das disciplinas comuns, que foram aplicadas pelo programa na formação dos policiais do Ronda no Bairro na capital, o efetivo do interior deve receber treinamento com três novas disciplinas que fazem referências às realidades territoriais dos municípios amazonenses. São elas: policiamento ambiental e fluvial e desenvolvimento local.

*Com informações da Agecom

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.