Quarta-feira, 24 de Abril de 2019
publicidade
1.gif
publicidade
publicidade

Notícias

Jornal A CRÍTICA completa 64 anos de muito trabalho

Visionário, Umberto Calderaro Filho viveu todas as alegrias e tristezas por um jornal que se tornou referência na Amazônia Ocidental


19/04/2013 às 09:40

Em 1949, Manaus vivia como todos os lugares do mundo os reflexos da Segunda Grande Guerra. E com o declínio de vez da economia extrativista da borracha, as empresas batiam em retirada da cidade. O cenário era desanimador para qualquer atividade. Menos para afastar a crença de um homem de 22 anos, chamado Umberto Calderaro Filho, em realizar um sonho: fazer um jornal. Mas como realizar algo praticamente impossível para a época, sem dinheiro, sem crédito e sem tradição social de família? Acreditando. E Calderaro acreditou nele, na família e na cidade onde nasceu e viveu.

Foi com esse espírito que Umberto Calderaro construiu com a família e com os poucos leitores de Manaus nas décadas de 1940 e 1950 o jornal A CRÍTICA, que nesta sexta-feira (19) completa 64 anos. “Manaus tinha um público leitor refinado, mas diminuto. Então, falar de jornal naquela ocasião, e transformá-lo no primeiro do Estado, era um sonho muito ousado para a realidade da cidade”, afirma o diretor jurídico da Rede Calderaro de Comunicação (RCC), Júlio Antônio Lopes, autor do livro “A CRÍTICA de Umberto Calderaro Filho” (Editora Cultural da Amazônia, 2010).

Em uma pequena sala alugada, na avenida Eduardo Ribeiro, no Centro da cidade, com duas máquinas de escrever e a força de trabalho dos pais e de amigos, Umberto Calderaro fez os primeiros ensaios do que seria A CRÍTICA ainda no ano de 1946. Mas a falta de recursos adiou o sonho do jovem jornalista até 1949. “A primeira edição do jornal circulou em 1946. Só que circulou de maneira assistemática. Porque ele não tinha equipamentos próprios. Tinha uma gráfica que imprimia. Tinha outra que cobrava mais caro. Ele considerou a data de 19 de abril de 1949 como início oficial porque foi a partir desse dia que ele teve uma sedezinha alugada e um prelo cedido a ele pela Arquidiocese”, diz o autor.

publicidade

Ao se casar com Ritta Araújo, em 1951, Umberto Calderaro ganhou uma companheira dedicada a ajudá-lo a levar todos os dias o jornal A CRÍTICA para as ruas. “Quando ele conheceu a dona Ritta, o jornal já existia. Dona Ritta era professora de desenho no IEA e trabalhava nas obras sociais do pai (desembargador André Araújo). Ela começou a se envolver no trabalho do jornal. Foi quem fez a primeira logomarca de A CRÍTICA. E também fazia de próprio punho os anúncios publicados no jornal. O seu Umberto, que fazia tudo na empresa, como captar notícias e vender anúncio, trazia os anúncios e a dona Ritta, com o dom do desenho, montava as primeiras peças publicitárias. Ela sempre esteve ao lado dele”, conta Júlio Antônio Lopes.

Caminho marcado por pressões

O autor de “A CRÍTICA de Umberto Calderaro Filho”, Júlio Antônio Lopes, contou que muito dos “dias difíceis” no caminho do jovem jornalista Umberto Calderaro Filho se deram pelas pressões que ele sofria de governos, insatisfeitos com a linha editorial do jornal. “Ele (Umberto Calderaro Filho) diz que nem na ditadura militar (1965-1984) foi tão ruim quanto nos governos do PTB, no governo Plínio Coelho (década de 1950). A tensão chegou a tal ponto que o jornal sofreu atentados e ele sofreu uma tentativa de assassinato”, disse o escritor.

As manifestações contra A CRÍTICA iam desde ameaças em frente à sede do jornal, a editoriais publicados no Diário Oficial do Estado do Amazonas. “Outros jornais, antes, tinham sofrido esse mesmo tipo de investida. A família do seu Umberto foi atacada inclusive pelo Diário Oficial do Estado. Lá, publicavam editoriais, artigos, contra o seu Umberto. A época, o governador tinha brigado com quase todos os jornais, mas com A CRÍTIA era pior”, afirmou Júlio Antônio Lopes.

publicidade
publicidade
Jornalismo tenta se reinventar em meio ao caos das redes sociais
Crescendo nos 70 anos de A CRÍTICA, empresas do AM miram futuro promissor
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.