Publicidade
Cotidiano
Notícias

José Melo afirma que deixará o comando da segurança nas eleições à presidente do TRE

Negando os rumores de uso das forças policiais do estado em benefício próprio no pleito deste domingo (26), Melo decidiu ‘declinar a competência’ a Socorro Guedes, segundo afirmou em coletiva 22/10/2014 às 12:51
Show 1
Governador afirmou que recebeu ligações de autoridades eleitorais sobre os rumores
ACRITICA.COM* Manaus (AM)

O governador do Amazonas, José Melo (Pros), promoveu na manhã desta quarta-feira (22) uma coletiva de imprensa para afastar os rumores de um suposto uso das forças de segurança do Estado em benefício próprio no segundo turno das eleições, este domingo (26).

Segundo Melo, ele teria recebido ligações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, questionando-o sobre os boatos. Para “agir com lisura” e desfazer os rumores, o governador decidiu, em suas palavras, “declinar a competência” sobre o comando da segurança no dia das eleições à presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), desembargadora Socorro Guedes.

A quatro dias para o pleito, o volume de acusações trocadas entre o governador e seu adversário nesta segunda etapa das votações, Eduardo Braga (PMDB), aumenta e preocupa as autoridades eleitorais.

No último fim de semana, gravações em áudio de uma suposta negociação entre o ex-secretário adjunto de Justiça do Amazonas, Carliomar Brandão, e o traficante Zé Roberto da Compensa, no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em troca de apoio a Melo, foi divulgada no site da revista Veja, publicação de alcance nacional. O governador exigiu acesso às gravações para apurar suas circunstâncias e uma possível manipulação no material.

*Com informações da repórter Joana Queiroz

Publicidade
Publicidade