Publicidade
Cotidiano
OPERAÇÃO

José Melo fica preso na Polícia Federal até manifestação do MPF, diz defesa

Nova decisão despachada pela Justiça Federal na noite desta segunda-feira (1) pede a manifestação do MPF. Despacho não abrange ex-secretários presos na operação 01/01/2018 às 21:02
Show jos  melo acritica
Foto: Arquivo/AC
Oswaldo Neto Manaus (AM)

O ex-governador José Melo permanecerá na Superintendência da Polícia Federal e não será mais transferido para presídio comum nesta terça-feira (2), segundo informou o advogado dele, José Cavalcanti Júnior. A decisão foi despachada pela juíza federal plantonista, Jaiza Fraxe, na noite desta segunda-feira (1), e pede manifestação do Ministério Público Federal (MPF/AM) sobre o local onde Melo deverá cumprir a prisão temporária. O despacho não se estende aos ex-secretários presos na operação.

Além da insegurança do sistema prisional, a defesa do ex-governador preso na operação “Estado de Emergência” disse que pediu acesso ao material que decretou a medida cautelar para prisão temporária.

De acordo com o advogado de José Melo, José Cavalcanti Júnior, o pedido foi feito por volta das 19h e acatado pela Justiça Federal. A insegurança da carceragem novamente foi o motivo alegado pela defesa.

“A presença deles lá poderia desencadear uma rebelião entre os presos, colocando em chegue a segurança não só do Melo, mas de outros presos. Além disso, a polícia teria maior facilidade para tirar as dúvidas que precisarem. Ele poderia continuar colaborando”, disse o advogado.

Ainda segundo Júnior, não há informações se a decisão se estende aos ex-secretários Evandro Melo, Wilson Alecrim, Pedro Elias e Afonso Lobo, que também estão presos na Polícia Federal

“O Melo vai ficar onde está, mas não sei o procedimento em relação aos outros, pois sou advogado apenas dele”, informou.

Publicidade
Publicidade