Publicidade
Cotidiano
CONDENADO

Juiz Sérgio Moro condena ex-presidente Lula a 9 anos e 6 meses de prisão

Petista poderá recorrer em liberdade no processo em que é acusado pela força-tarefa da Lava-Jato de receber propina da OAS 12/07/2017 às 13:08 - Atualizado em 12/07/2017 às 14:08
Show lula preso
(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Estadão Conteúdo

O juiz Sergio Moro, responsável pela operação Lava Jato, condenou no inicio da tarde desta quarta-feira (12), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 9 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A sentença é a decisão final do juiz no processo em que Lula foi acusado pela força-tarefa da operação de receber propina da OAS. Entre as vantagens recebidas por Lula, segundo a acusação, está um apartamento tríplex no balneário do Guarujá, em São Paulo.

“Entre os crimes de corrupção e de lavagem, há concurso material, motivo pelo qual as penas somadas chegam a nove anos e seis meses de reclusão, que reputo definitivas para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva”, condenou Moro.

Líder

A força-tarefa da Lava Jato considera que Lula era o "líder máximo" do esquema sistematizado de corrupção descoberto na Petrobrás e replicado em outras estatais e negócios do governo federal. Por meio dos desvios e arrecadação de propinas, o petista teria garantido a governabilidade de sua gestão e a permanência no poder, com o financiamento ilegal das campanhas suas e de aliados.

Nesse processo em que foi condenado, Lula é condenado pelo crime de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Pelos pagamentos via tríplex, ele teria praticado 3 vezes corrupção passiva entre 11 de outubro de 2006 a 23 de janeiro de 2012. Nesse mesmo negócio, o petista foi condenado por 3 vezes ter praticado crime de lavagem de dinheiro entre 8 de outubro de 2009 até 2017.

Publicidade
Publicidade