Publicidade
Cotidiano
Intimação

Juiz Sérgio Moro intima ex-deputado Eduardo Cunha a prestar contas na Lava Jato

Semana passada, Moro decidiu dar prosseguimento à ação em que Cunha é réu na Lava Jato por suspeita de manter na Suíça contas não declaradas 17/10/2016 às 15:11 - Atualizado em 17/10/2016 às 15:12
Show gl cunha camara 20151103 4 1024x671
O ex-deputado virou réu quando a ação ainda estava no STF (Foto: Gustavo Lima/Fotos Públicas)
Michèlle Cannes (Agência Brasil) Brasília (DF)

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas ações da Operação Lava Jato na primeira instância, enviou à Subseção Judiciária do Rio de Janeiro documento para que o ex-deputado Eduardo Cunha seja citado e intimado a respeito da ação contra ele que tramita na 13ª Vara Federal de Curitiba. O documento foi registrado no sistema da Justiça Federal do Paraná nesta segunda-feira (17).

Na semana passada, Moro decidiu dar prosseguimento à ação em que Cunha é réu na Operação Lava Jato por suspeita de manter na Suíça contas não declaradas. O ex-deputado virou réu quando a ação ainda estava no Supremo Tribunal Federal. Com a perda do mandato, Cunha deixou de ter foro privilegiado e o processo foi enviado a Moro. O ex-deputado responde pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Segundo o documento de hoje, a Justiça do Rio de Janeiro tem prazo de 30 dias para que Cunha possa ser citado e intimado sobre a acusação formulada contra ele. A partir da intimação, começa a contar um prazo de dez dias para que o ex-deputado apresente, por meio de seus advogados, uma resposta à denúncia.

Publicidade
Publicidade