Publicidade
Cotidiano
FACADAS

Juíza determina quebra de sigilo telefônico de agressor de Bolsonaro

Adélio já está preso em um presídio federal na cidade de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. Ele foi transferido ontem pela Polícia Federal 09/09/2018 às 09:04
Show agressor mudar c55d6322 a7ee 412f 9a51 c23461527940
A autorização da quebra do sigilo telefônico do agressor foi dada nesse sábado (8) (Foto: Reprodução/Internet)
Karine Melo - Agência Brasil Brasília (DF)

 A Polícia Federal poderá rastrear ligações, mensagens e contatos feitos por Adélio Bispo de Oliveira antes de esfaquear o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, durante campanha em Juiz de Fora na última quinta-feira (6)

A autorização da quebra do sigilo telefônico do agressor foi dada nesse sábado (8) pela juíza Patrícia Alencar Teixeira de Carvalho, da 2ª Vara Federal de Juiz de Fora. Na sexta-feira (7) a juíza converteu a prisão em flagrante de Adélio em prisão preventiva, sem prazo determinado.

Adélio já está preso em um presídio federal na cidade de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. Ele foi transferido ontem pela Polícia Federal. Para a Patrícia de Carvalho, solto, ele representa risco à sociedade e à ordem pública.

Publicidade
Publicidade