Publicidade
Cotidiano
Decisão judicial Caprichoso

Justiça anula prorrogação de mandato da presidente do Caprichoso

Decisão relacionada ao mandato de Márcia Baranda foi publicada nesta quarta-feira(29) e é assinada pelo juiz Antônio Itamar de Souza Gonzaga 29/05/2013 às 18:29
Show 1
Márcia Baranda
Jonas Santos Parintins

O juiz da 3ª Vara da Comarca de Parintins, Antônio Itamar de Souza Gonzaga, anulou o ato da Assembleia Extraordinária do Caprichoso, que prorrogou o mandato da presidente do boi, Márcia Baranda, até o ano de 2016. A sentença do magistrado foi publicada nesta quarta-feira (29). Para o magistrado, a recondução da presidente ao cargo, para mais três anos de mandato, não obedeceu aos ditames legais e “atenta contra os princípios básicos de uma associação que pretende ser democrática e popular”.

Com a decisão de Itamar Gonzaga, o mandato de Márcia Baranda à frente do Caprichoso, expira em setembro deste ano, conforme prevê o estatuto do boi. Os sócios do Caprichoso, Mauro Moraes Antony, Orsine Junior, Joilto Azêdo, Rossy Amoedo, dentre outros, que ingressaram com a ação anulatória, aferiram, que o edital da assembleia, dizia respeito unicamente à proposta de reformulação do estatuto e a avaliação do boi de arena. “Facilmente se verifica que não houve convocação específica, para que a assembleia deliberasse sobre a recondução de mandato da atual diretoria”, diz Itamar Gonzaga. Com a anulação, uma nova eleição deverá ser convocada para setembro.

O juiz não acatou a Ação de Antecipação de Tutelar, ingressada pelos advogados da presidente, mas chegou a elogiar o trabalho dela à frente do Caprichoso. “A requerida vem realizando uma administração reconhecida e elogiada, por grande parte da população, inclusive por partidários do contrário, não sendo necessário que sua recondução ocorresse de maneira irregular como se deu”, acentua o titular da 3ª. Vara.
A reportagem tentou ouvir Márcia, mas não obteve êxito. Mas, por meio de mensagem em uma rede social na internet, Baranda afirmou não estar preocupada com a decisão.

“Ouvi boatos que saiu a decisão do juiz Drº Itamar cancelando a Assembleia. Quero dizer à minha galera que não estou preocupada ainda com isso. Estou preocupada e focada no objetivo de levar o Caprichoso a ser Bi Campeão”, disse. À decisão do juiz, cabe recurso.


Publicidade
Publicidade