FLAMENGO

Justiça dá cinco dias ao Flamengo para evitar interdição de CT e bloqueio de R$ 57,55 mi

No dia 8 de janeiro um incêndio atingiu um dos alojamentos do centro de treinamento do Flamengo, matando dez atletas de base e ferindo outros três

Vitor Abdala (Agência Brasil)
22/02/2019 às 11:53.
Atualizado em 11/03/2022 às 11:39

(Foto: Agência Brasil)

A Justiça do Rio de Janeiro garantiu ao Clube de Regatas do Flamengo um prazo de cinco dias para se defender e impedir a interdição total do Centro de Treinamento do Ninho do Urubu e o arresto de R$ 57,55 milhões.

Os pedidos de interdição e de bloqueio dos bens foram feitos pelo Ministério Público Estadual e pela Defensoria Pública do Estado, no último dia 20. No dia 8 de janeiro um incêndio atingiu um dos alojamentos do centro de treinamento, matando dez atletas de base do clube e ferindo outros três.

 

O Ministério Público e a Defensoria pediram a interdição até que as instalações estejam completamente seguras e regularizadas junto ao Corpo de Bombeiros e prefeitura do Rio.

Já o arresto foi solicitado para que seja viabilizada a indenização dos familiares das vítimas, pedida pela Defensoria.

 

O juiz Bruno Monteiro Rulière atendeu a um pedido do Flamengo para que o clube tenha o prazo para se defender.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por