Sexta-feira, 27 de Novembro de 2020
DECISÃO

Justiça de Iranduba converte prisão de Gilvancir Oliveira em preventiva

Ex-presidente do Sindicato dos Rodoviários é acusado de envolvimento nos crimes de homicídio de Bruno Guimarães Freitas e tentativa de homicídio contra Thelssy dos Santos Freitas



show_show_72c8bc42-9900-4755-a667-cc86d29e24a1.jpg Foto: Arquivo/A Crítica
31/03/2020 às 15:22

O ex-presidente do Sindicato dos Rodoviários, Givancir Oliveira, teve a prisão temporária transformada em preventiva pelo juiz da 2ª Vara da Comarca de Iranduba, Carlos Jardim, na manhã desta terça-feira (31).

O sindicalista é acusado de envolvimento nos crimes de homicídio de Bruno Guimarães Freitas e tentativa de homicídio contra Thelssy dos Santos Freitas.



O magistrado atendeu a representação pela preventiva feita pelo titular do 31º Distrito Integrado de Polícia (DIP) do município, delegado Geraldo Eloy, que justificou a representação apontando uma série de provas conseguidas no decorrer das investigações.

Ontem (30), por telefone, Geraldo Eloy disse que o inquérito está em fase de conclusão e será encaminhado à Justiça com provas robustas que comprovam a autoria do crime a Givancir.

O sindicalista está preso temporariamente em um DIP de Manaus, mas será transferido para Iranduba, distrito da culpa, onde vai ficar a disposição da Justiça.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.