Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
Notícias

Justiça decreta prisão preventiva a homens envolvidos em homicídio ocorrido em lan house

Os nomes de dois dos três suspeitos envolvidos no caso não foram divulgados porque o processo segue em segredo de justiça. Apenas o mototaxista está foragido



1.png
Albert Duarte Ferreira, 20, foi preso por policiais da Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), também na Zona Norte, menos de 4h depois da exibição do vídeo nos veículos de comunicação
05/01/2016 às 19:03

O juiz do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), Eliezer Fernandes Júnior, decretou a prisão preventiva dos três homens envolvidos no assassinato do universitário Lucas de Souza Magalhães, morto durante um assalto em uma lan house, no bairro Cidade Nova, na Zona Norte. O crime aconteceu na semana passada.

Na tarde desta terça-feira (05), familiares e amigos de Lucas se reuniram em frente ao Fórum Henoch Reis, no Aleixo, na Zona Centro-Sul, para tentar sensibilizar o magistrado, e impedir que dois suspeitos fossem liberados da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), onde estavam prestando depoimento.

“A nossa preocupação era que eles fossem soltos porque  foram presos fora do período de  flagrante. Então viemos aqui para tentar impedir isso”, disse o pai de Lucas, Edson de Assunção de Souza, 48, após ter conversado com o juiz.

Na última segunda-feira (04), a DEHS divulgou as imagens onde um dos suspeitos, identificado como Albert Duarte Ferreira, 20, aparece disparando um tiro no universitário. Ele foi preso por policiais da Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), também na Zona Norte, menos de 4h depois da exibição do vídeo nos veículos de comunicação. Albert confessou o crime.

Além de confessar, Albert apontou ainda os outros dois homens que tiveram participação direta  no crime. Um deles é o mototaxista que levou Albert até a lan house, no conjunto Américo Medeiros, na Cidade Nova. A intenção deles, segundo o depoimento do suspeito,  era roubar a quantia de R$ 5 mil que estaria guardada no estabelecimento. Os dois acabaram fugindo sem levar nada.

O terceiro envolvido é o mentor do roubo. O homem não teve o nome revelado, mas segundo Albert, foi a pessoa que arquitetou o assalto e o convidou para executar o crime. Este suspeito também foi localizado pela Delegacia de Homicídios e já está preso.  A arma usada no crime também foi apreendida.

De acordo com o juiz Eliezer Fernandes, a previsão preventiva dos três suspeitos foi decretada no fim da tarde desta terça. Os nomes de dois dos três suspeitos envolvidos no caso não foram divulgados porque o processo segue em segredo de justiça. Apenas o mototaxista está foragido.

Nesta quarta-feira, a DEHS vai realizar uma coletiva de imprensa para esclarecer outros detalhes sobre o caso e apresentar os suspeitos que já estão presos.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.