Publicidade
Cotidiano
‘Não causa riscos’

Justiça libera motorista de caminhonete que capotou e matou 4 na rodovia AM-010

Ele estava preso por homicídio doloso, com intenção de matar, e não tinha CNH, mas a juíza disse que ele “não coloca em risco a sociedade” 21/10/2016 às 16:19 - Atualizado em 21/10/2016 às 17:17
Show show whatsapp image 2016 10 15 at 18.27.59
No acidente, quatro pessoas morreram e 12 ficaram feridas (Divulgação)
Vinícius Leal Manaus (AM)

A Justiça do Amazonas liberou da prisão o motorista Aldevan Benezar Moreira, que dirigia uma caminhonete que capotou no último sábado (15), na rodovia AM-010, no município de Itacoatiara, e causou a morte de quatro pessoas – incluindo um bebê de um mês, além de ter deixado outras 12 pessoas feridas. Agora, ele vai responder em liberdade pelo crime de homicídio doloso, quando há intenção de matar.

A liberação dele foi aprovada pela juíza da Comarca de Itacoatiara, Áurea Lina Gomes Araujo, na última terça (18), ao aceitar o pedido de liberdade provisória requerido pelo Ministério Público. Na decisão, ela afirma que “não identificou a presença de motivos que autorizam a prisão preventiva” e que o acusado “não coloca em risco a sociedade”. A juíza também proibiu Aldevan de sair de Itacoatiara e suspendeu o direito dele de dirigir.

Na decisão, a juíza usa com justificativa o artigo 5 da Constituição Federal, de que “ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória” e que “ninguém será levado à prisão ou nela mantido, quando a lei admitir a liberdade provisória, com ou sem fiança”.

Entretanto, no inquérito policial do caso em que Aldevan foi autuado em flagrante por homicídio doloso, o delegado Paulo Barros, da delegacia de Itacoatiara, afirmou que o acusado “assumiu sim o risco do acidente”, já que não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH), os pneus do veículo estavam carecas e além dele conduzir a caminhonete em alta velocidade e com lotação acima do permitido: 16 pessoas estavam no carro, sendo 10 na carroceria.

Relembre o caso

No último sábado (15) uma caminhonete capotou e causou a morte de quatro pessoas mortas, entre elas um bebê um mês, e deixou mais 12 feridos durante um acidente no Km 26 da rodovia AM-010, em Itacoatirara. A pick-up branca, conduzida por Aldevan Benezar Moreira, levava 16 pessoas, sendo que 10 estavam na carroceria.

Segundo a polícia, todos retornavam de um aniversário em uma fazenda quando o pneu estourou e o veículo perdeu o controle. As pessoas na carroceria foram “cuspidas” para a pista. As vítimas fatais foram José Cledson Pereira Rates, 80, Leandro Pantoja Belchior, 32, Valdemar Moreira Beleza, 28, e uma recém-nascida de um mês e 21 dias.  Os feridos no acidente foram atendidos no Hospital José Mendes, em Itacoatiara, e outros encaminhados em estado grave para Manaus.

Inquérito policial

O delegado responsável pelo inquérito, Paulo Barros, explicou que as vítimas do acidente retornavam para a sede do município de Itacoatiara após saírem de um aniversário em um sítio que pertencia ao patrão de Aldevan, o comerciante José Cledson Pereira Rates, 80, uma das vítimas fatais.

Durante interrogatório na delegacia, o motorista Aldevan informou que no percurso um dos pneus da caminhonete estourou e, ao realizar uma curva, perdeu o controle do veículo, que capotou. “As pessoas que estavam na carroceria caíram na estrada e as que estavam dentro do carro, foram cuspidas. Como houve uma série de imprudências, o motorista assumiu esse risco e por isso foi autuado em flagrante”, disse o delegado.

Publicidade
Publicidade