Segunda-feira, 22 de Julho de 2019
Improbidade administrativa

Justiça procura ex-deputado estadual Tony Medeiros para responder a processo

Edital de notificação foi publicado no Diário Eletrônico do TJ-AM por determinação do juíz da Segunda Vara da Fazenda Pública Estadual Leoney Figlioulo em uma ação por suposto enriquecimento ilícito



1086960.JPG Ex-deputado Tony Medeiros é acusado de contratar, com a verba de seu gabinente na ALE-AM, vigia para a sua residência
24/05/2016 às 20:08

O ex-deputado estadual Tony Medeiros não foi encontrado pela Justiça para responder a um processo de improbidade administrativa  por suposto enriquecimento ilícito movido pelo Ministério Público Estadual (MP-AM). Na edição desta terça-feira (24) do Diário Eletrônico do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), o juiz Leoney Figlioulo publicou um edital de notificação  dando prazo de 15 dias para que o ex-parlamentar  apresente manifestação por escrito.

Oriundo da 77ª Promotoria de Justiça, de responsabilidade do promotor Edilson Martins, a denúncia contra Tony Medeiros deu entrada na Segunda Vara da Fazenda Pública Estadual no dia 8 de setembro do ano passado. De acordo com a ação, o assistente de gabinete Sebastião Alves Penedo contratado com verba da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) trabalhava como vigia na casa de Tony Medeiros, no bairro Parque Dez, zona Centro-Sul de Manaus,  de fevereiro de 2011 a julho de 2012.
 
Foi o próprio assistente que denunciou o caso ao MP-AM depois que foi exonerado.  Ele disse que atuava como coordenador da campanha do ex-parlamentar na Zona Leste de Manaus. Após a eleição de Medeiros foi contratado pelo gabinete do ex-parlamentar e fazia a vigilância da residência dele.
A reportagem não conseguiu contatar o ex-deputado.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.