Sexta-feira, 26 de Abril de 2019
publicidade
df_img_7947_FFDE9C9C-97F2-4B8D-8758-9F00CAC98E29.jpg
Foto: Agência Brasil
publicidade
publicidade

OPERAÇÃO

Kassab e PSD são alvos de investigação sobre propina de R$ 58 milhões da J&F

Hoje, a PF cumpriu mandados judiciais que tiveram como alvo o atual ministro de C&T e ex-prefeito de SP, Gilberto Kassab


19/12/2018 às 10:12

Agentes da Polícia Federal foram às ruas nesta quarta-feira (19) em São Paulo e no Rio Grande do Norte para cumprir oito mandados de busca e apreensão em investigação contra o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, por suspeita de recebimento de R$ 58 milhões em propina paga pela holding J&F entre 2010 e 2016.

De acordo com a Procuradoria-Geral da República (PGR), os delatores da J&F Wesley Batista e Ricardo Saud relataram que Kassab recebeu pagamentos mensais de R$ 350 mil da empresa controladora da JBS entre 2010 e 2016 para colocar sua influência a favor do grupo, totalizando R$ 30 milhões.

Outros R$ 28 milhões foram pagos ao Diretório Nacional do PSD, na época presidido por Kassab, para garantir o apoio da legenda ao PT na eleição nacional de 2014, acrescentou a PGR. “Segundo um dos colaboradores, todos os valores repassados eram provenientes de uma espécie de conta-corrente de vantagem indevida vinculada ao PT, que teria autorizado os pagamentos”, disse a PGR em comunicado.

“Neste caso, o repasse foi operacionalizado por meio de doações oficiais de campanha e outros artifícios como a quitação de notas fiscais falsas. Também há registro da entrega de dinheiro em espécie”.

Os mandados de busca e apreensão foram determinados pelo relator do caso no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Alexandre de Moraes, a pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

Um carro da PF estacionou no início da manhã em frente ao prédio de Kassab em São Paulo para cumprir um dos mandados, de acordo com imagens da GloboNews.

publicidade

O ministro disse, por meio de nota de sua assessoria, que está à disposição das autoridades para prestar esclarecimentos, e que todos os seus atos seguiram a legislação.

“O ministro confia na Justiça brasileira, no Ministério Público e na imprensa, sabe que as pessoas que estão na vida pública estão corretamente sujeitas à especial atenção do Judiciário, reforça que está sempre à disposição para quaisquer esclarecimentos que se façam necessários, ressalta que todos os seus atos seguiram a legislação e foram pautados pelo interesse público”, afirmou.

Kassab, que é presidente licenciado do PSD, foi prefeito de São Paulo de 2006 a 2013. Ele também atuou como ministro das Cidades durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), antes de assumir o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações do governo Michel Temer (MDB).

O ministro já foi anunciado como futuro chefe da Casa Civil do governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB). Segundo a Polícia Federal, parte dos recursos pagos de forma irregular teria sido encaminhada para a campanha de um candidato ao Governo do Rio Grande do Norte e a um deputado federal, ambos eleitos. O governador do RN eleito em 2014 foi Robinson Faria, do PSD, que deixará o cargo no final deste ano.

“Suspeita-se que os valores eram recebidos por empresas, através da simulação de serviços que não foram efetivamente prestados e para os quais foram emitidas notas fiscais falsas”, disse a PF, acrescentando que são investigados os crimes de corrupção passiva e falsidade ideológica eleitoral.

Procurada, a J&F disse que não vai comentar a nova operação da PF. O PT não respondeu de imediato a um pedido de comentário. Não foi possível fazer contato com representantes de Robinson Faria.

publicidade
publicidade
MPF seleciona projetos para recuperação de prédio e capela da Santa Casa de Manaus
MPF expede recomendação para impedir ameaças a extrativistas de reserva no AM
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.