Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019
no instagram

Após denúncia, agora é Lírio Parisotto que diz ter sido agredido por Luiza Brunet

Empresário foi acusado pela ex-mulher de quebrar quatro costelas dela. No Instagram, ele disse ter levado dez pontos por corte resultante da suposta agressão da atriz



liriocerto.jpg Empresário postou parte de mensagem que teria recebido de uma das testemunhas da agressão de Brunet (Foto: Reprodução/Instagram)
04/07/2016 às 17:16

O empresário Lirio Parisotto, de 62 anos, afirmou em sua conta no Instagram que já havia sido agredido anteriormente por sua ex-mulher, a modelo e atriz Luiza Brunet, em um passeio de barco. Ele foi recentemente acusado por ela de agressão.

Segundo o post, a agressão, que aconteceu no ano passado, "resultou em um ferimento que precisou de 10 pontos no hospital".

A declaração vem dias após a atriz afirmar que levou soco e chute do ex-marido e que teve quatro costelas quebradas na ocasião. "Tive medo de denunciar, tive vergonha", disse Luiza em e-mail enviado ao programa "Fantástico", da TV Globo.

Parisotto disse que a publicação é um "desabafo". O empresário publicou parte de uma mensagem que recebeu de uma suposta testemunha desta agressão. "Este é o depoimento de uma das 10 testemunhas que assistiram a violência da LB [Luiza Brunet]".

"Cuidado com os prejulgamentos ela é muito agressiva. Criatura hipócrita. Como estou sendo julgado e por incrível que pareça condenado sem saber do que se trata, aí está o depoimento de uma testemunha", continuou o empresário.

O depoimento reproduzido por Parisotto é assinado por um homem chamado Paolo. Seguno a suposta testemunha, "Se fala tanto de violência contra mulher. E a violência da mulher contra o homem? Nunca vou esquecer com que raiva e violência a Luiza foi em cima de você no barco... E você, tinha que ficar ali apanhando ou tem direito a se defender".

Parisotto disse que nunca havia se pronunciado sobre o episódio no barco por acreditar que um caso do tipo não deveria ser exposto, mas mudou de opinião após as acusações da ex-mulher.

"Não aceitarei ser tratado como agressor de mulher, que tanto respeito e admiro, quem me conhece sabe, infelizmente quem não me conhece prejulga errado", destacou.

Perfil

O gaúcho Lírio Parisotto é um dos homens mais ricos do mundo. O empresário atua em vários setores, como o de petroquímica e de mídia, e recentemente, na venda do Grupo RBS de Santa Catarina, afiliada da TV Globo, para um grupo de investidores, ele ficou com 25% do negócio. Ele é o segundo suplente do senador Eduardo Braga (PMDB-AM).

Denúncia

A denúncia de agressão contra Luiza Brunet veio à tona em nota publicada no jornal O Globo. Ela revelou em entrevista à coluna de Ancelmo Gois ter sido espancada por Parisotto na madrugada do dia 21 de maio.

Segundo o relato de Luiza a publicação, eles estavam em Nova York por conta de uma premiação, e ela teve que voltar às escondidas após sofrer uma série de agressões, iniciada por um momento de exaltação de Lírio. Enquanto jantavam em um restaurante com amigos, o empresário se enfureceu ao ser questionado se iria a uma exposição de fotos. Ele teria dito que não, pois da última vez havia sido confundido com Armando, ex-marido da modelo. A partir de então, ele se manteve em total descontrole.

"Fui para Nova York acompanhá-lo para o evento Homem do Ano. Saímos do restaurante e pegamos um Uber. Ao chegar ao apartamento, ele me deixou dentro do carro e subiu", disse Luiza ao jornal. 

Posicionamento da OAB/AM

Após a ex-modelo e atriz Luiza Brunet ter divulgado ter sido espancada pelo ex-namorado, a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Amazonas (OAB/AM) emitiu uma nota de repúdio a todas as formas de violência de gênero que atingem as mulheres brasileiras, não importando a classe social, além de ressaltar a importância da Lei Maria da Penha.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.