Publicidade
Cotidiano
Notícias

Livros escolares sofrem reajuste de até 10% mais caros no AM

Editoras aplicaram reajustes que variam de 8% a 10%. Livrarias repassaram aumento pegando consumidores de surpresa 06/01/2015 às 09:55
Show 1
Movimento nas livrarias do centro neste início de ano já está intenso por conta da proximidade do reinício das aulas
Priscila Rosas Manaus (AM)

Os preços dos livros escolares sofreram um reajuste de até 10% neste ano. Os valores variam de acordo com a editora e assustam o consumidor. O comerciante Tariq Masih, de 46 anos reclama dos preços. “Ano passado eu gastei R$ 2 mil . Esse ano vou gastar o dobro. Cada livro custa mais de R$ 80, R$ 100. E eu ainda não achei tudo”, desabafa o pai do Tariq Peres de 11 anos. Para tentar amenizar a situação, ele tentará conseguir um desconto.

“Esse ano deu para sentir que teve um aumento significativo nos preços dos livros quanto aos outros materiais não deu para sentir tanto. Um livro que ano passado eu comprava de R$ 70, hoje eu vou comprar de R$ 105”, declara a turismóloga Yara Cauper.

Segundo o gerente geral da Livraria Lira, Erick Lira, os preços subiram em torno de 8% a 10%, quanto ao resto do material, eles tiveram uma alteração, mas nada muito brusco. Para facilitar, eles chegam a parcelar o valor em até dez vezes.

A procura pelo material escolar começou mais cedo esse ano. Uma tentativa de o consumidor economizar. “Os preços estão mais em conta, tenho calma para comprar e o atendimento é melhor”, explica Ioná Naldony, mãe da Luana de 8 anos.

Outra forma de economizar é fazer o orçamento, como a Suzi Oliveira, de 29 anos, mãe de duas meninas. Ela está um pouco apreensiva com os preços dos livros por causa do aumento, mas uma coisa é certa: a mochila da pequena Suzianne de 2 anos será da Peppa Pig.

Outra questão para quem vai comprar material escolar: os personagens. E eles são bem diversificados. Por esse motivo, o empresário de 39 anos, Gianclaúdio Carvalho trouxe sua filha Letícia para escolher o caderno. Sentiram dificuldade em achar o caderno da Mônica Toy, mas Letícia escolheu um com o macaquinho Julius, da marca Paul Frank.

Ele já possui uma tática: os primeiros dias de janeiro são reservados para a compra do material escolar dos filhos, evitando as filas. A diferença maior está na compra dos livros. Apesar de a escola fornecer as apostilas, ele estima que irá gastar mais de R$ 5 mil.

Essa procura mais cedo por material escolar é tanta que surpreendeu o gerente da livraria Lira, Erick Lira. “Eu pensava que ano passado tinha sido uma coisa esporádica por causa da Copa, mas vi que esse ano prosseguiu”, declara. Ele explica ainda que há duas vertentes para quem compra material: a dos livros e a do material escolar propriamente dito. O preço do livro foi reajustado em até 10%. Os preços dos livros chegam a corresponder a 80% do valor final da lista. Para os outros materiais, o que pesa é o que “está na moda”. “Dependendo do personagem, a procura é maior”, explica.

Pesquisa e Antecipação nas compras

“Pesquiso desde dezembro e não tem local mais barato. É um pouquinho de material ali e outro pouquinho aqui”, explica a turismóloga, Yara Cauper. Ao ser perguntada sobre o motivo de ter antecipando as compras, ela explica que “o material em si é mais fácil de encontrar. Se deixar para comprar de última hora, você tem que se deslocar mais”,

O gerente geral da loja Tropical Atacado, Carlos Antônio Freitas, ressalta que o inicio de ano para o setor está complicado. “ Ano passado, por causa da copa, foi um ano atípico com vários alunos começando a estudar mais cedo”. Eles esperam um avanço de 10% em relação a 2014 . A principal dica é antecipar. “Quando se está próximo (do inicio das aulas) o tumulto é tão grande que as pessoas nem conseguem escolher direito”, explica o gerente.

Economize

Para não gastar muito na hora de comprar material escolar é importante que se tenha um orçamento e um limite. A situação financeira deve ser levada em consideração. Verifique quais materiais o estudante possui e se eles podem ser reutilizados. Se sim, alguns itens da lista já podem ser riscados. Faça pesquisa e compare preços. Fuja dos itens da moda, eles costumam ser mais caros. Para encontrar preços em conta é importante procurar em áreas de grande concorrência. Geralmente, as ofertas são boas. A pressa poderá fazer você pagar mais caro.

Publicidade
Publicidade