Publicidade
Cotidiano
Notícias

Louvre fecha as portas em protesto

Funcionários protestavam contra batedores de carteira que andam dominando as dependências do museu. O Louvre é o principal da capital francesa e um dos maiores e mais visitados em todo o mundo 10/04/2013 às 18:39
Show 1
Museu do Louvre
Agência Lusa Brasília (DF)

O Museu do Louvre, em Paris, fechou nesta quarta-feira (10) temporariamente as portas, na sequência de uma greve de funcionários em protesto contra um grupo de batedores de carteira em ação no local.

Uma das representantes do movimento, Christelle Guyader, informou que o Louvre reabre nesta quinta-feira (11), após a administração do museu ter concordado em adotar um conjunto de medidas e em reforçar a presença da polícia no prédio.

Os funcionários do Louvre decidiram convocar a paralisação porque não conseguem enfrentar o aumento significativo de roubos praticados por batedores dentro do museu. De acordo com os funcionários, algumas vezes, os roubos são praticados por grupos organizados, alguns compostos por mais de 30 crianças.

“Muitas vezes [os funcionários] vêm trabalhar com medo, porque são confrontados com grupos organizados de batedores de carteira, cada vez mais agressivos e que incluem crianças, que entram de graça no museu e que, mesmo depois de terem sido interrogados pela polícia, voltam ao local dias depois”, disse Christelle. De acordo com ela, muitos funcionários contam que foram insultados e ameçados pelos batedores e até atingidos por eles com cusparadas. 

O Museu do Louvre tem cerca de mil funcionários, mas as equipes diárias são compostas por 470 pessoas.

Publicidade
Publicidade