Quinta-feira, 29 de Julho de 2021
DECLARAÇÃO

Lula critica condução de Bolsonaro na pandemia e cita falta de oxigênio em Manaus

Conforme o ex-presidente, Bolsonaro deveria ter conduzido crise de forma diferente, de modo que evitasse que pessoas morressem sem oxigênio na capital amazonense



cb21c4e98c234a10baf3932bed67b2fc-6a683_8CAEFE49-2CFC-4C2E-8A26-68B53C6867CF.jpg Foto: Reprodução/Internet
10/03/2021 às 12:29

Manaus foi citada pelo ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva durante discurso realizado pelo petista na manhã de hoje (10), na sede do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo (SP). Em meio a críticas contra Bolsonaro, especialmente em relação a condução do presidente na pandemia de Covid-19, Lula citou que Bolsonaro deveria ter evitado que faltasse oxigênio em Manaus. 

"Um presidente da república deveria ter um comitê de crise, e toda semana orientar os estados para como agir. Visitando as cidades, vendo as condições dos hospitais, trabalhando para ajudar a fazer hospitais de campanha, tentando evitar que faltasse oxigênio como faltou em Manaus. Ele não sabe o que é ser presidente da república". disse.



A citação de Manaus por Lula fez referência a crise da falta de oxigênio iniciada em Manaus no dia 13 de janeiro, e que se espalhou por diversos municípios do Amazonas. Relembre clicando aqui.

Manaus voltou a ser citada durante o discurso de Lula mais a frente. Dessa vez, o ex-presidente citou a 'cepa de Manaus', fazendo referência a variante da Covid-19 conhecida como P1, identificada pela primeira vez no Amazonas, e que possui maior potencial transmissivo.

"A cepa de Manaus, pelo que eu ouvi os cientistas falarem, infecta e mata dez vezes mais que a anterior", citou, ao comentar sobre o fato da Covid estar "tomando conta do país", como ele disse.

 

 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.