Publicidade
Cotidiano
Notícias

Luta diária: 580 mil novos casos de câncer devem ser registrados no Brasil em 2014

No dia em que se comemora a Luta Contra o Câncer, médicos mostram o quanto o tratamento contra a doença evoluiu 27/11/2014 às 12:06
Show 1
Radio-oncologista André Campana destaca que no tratamento contra o câncer Manaus não deixa a desejar aos grandes centros urbanos como Rio e São Paulo
jéssica vasconcelos manaus (AM)

Doença que a cada ano aumenta o número de casos, o câncer é hoje umas das enfermidades  mais temidas pela população. De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), cerca de 580 mil casos novos da doença devem ser registrados no Brasil em 2014.

Apesar do medo e da insegurança causada  pelo diagnóstico de câncer, os médicos consideram que muitas coisas avançaram no tratamento da doença e na qualidade de vida dos pacientes acometidos pelo câncer.

Para o médico radio-oncologista André Campana, Manaus evoluiu a passos largos em termos de tratamento contra o câncer e não deixa a desejar em nada aos grandes centros como Rio de Janeiro e São Paulo. “Em termos de radioterapia e quimioterapia avançamos muito e só quem ganha são os pacientes”, disse André. 

Hoje uma das principais tecnologias para se tratar câncer na radioterapia chama-se IMRT “É um tratamento que oferece uma menor toxicidade ao paciente, então aquelas frases que se ouvia antes de que a radioterapia queimava ou ardia com essa nova tecnologia isso é mínimo, pois o tumor é atacado até mesmo em regiões mais dificeis do corpo”. acrescentou o médico.

Evolução

Outra tecnologia disponível é a radiocirurgia que consegue atingir tumores pequenos com uma maior eficiência sem oferecer maiores riscos aos pacientes. André considera que em pouco mais de seis anos, Manaus conseguiu sair da década de 80 em termos de tratamento e avançar no sentido de oferecer qualidade de vida aos pacientes. “O câncer de mama é um exemplo da doença que tem uma boa incidência de cura e mesmo nos casos em que o tumor é mais agressivo nós (médicos) conseguimos oferecer sobrevida com qualidade a essas pessoas”, explicou André.

Um exemplo de quem luta contra o câncer e tem qualidade de vida é o aposentado Adiel Prazeres da Silva, 66, que há três anos faz tratamento contra o câncer de próstata. De acordo com Adiel dirigir, cuidar das plantas e do sítio são atividades que sempre fez e que o câncer não o impossibilitou de continuar fazendo.

Ainda de acordo com o aposentado, o tratamento, mesmo nos momentos mais difíceis, não o impediu de continuar fazendo o que gosta. “Antigamente quem descobria que tinha câncer já achava que ia morrer. Eu tenho fé de que vai melhorar e enquanto isso, sigo a vida fazendo o que gosto do lado da minha família”, disse Adiel.    

Publicidade
Publicidade