Publicidade
Cotidiano
CAMPANHA

Mãe e amigos realizam campanha para arrecadar dinheiro para cirurgia de criança

Família mora em Salvador e grupos de vários estados, inclusive do Amazonas, se uniram para ajudar criança que nasceu com malformação nos pés 16/06/2017 às 10:58 - Atualizado em 16/06/2017 às 11:13
Show crian a
Criança nasceu com malformação congênita (Foto: Divulgação)
Oswaldo Neto e Anne Gabrielly Manaus (AM)

Familiares e amigos da pequena Isabella de Souza Pita Teixeira, de um ano e seis meses, estão unidos em uma campanha que tem como objetivo arrecadar dinheiro para a cirurgia da criança, que foi diagnosticada ainda no ventre da mãe com mielomeningocele. Devido à malformação, a criança está com os pés tortos e não consegue andar. A ação está mobilizando vários estados brasileiros, inclusive do Amazonas.

A família mora em Salvador e sem condições de bancar as despesas médica e os custos da cirurgia - que somam R$25 mil - resolveu criar uma campanha na Internet para arrecadar a quantia. Grupos de vários estados como Rio Grande do Sul, Roraima, Pará, Distrito Federal, Ceará e do Amazonas estão envolvidos na causa.

Um deles tem a policial civil Akerna Corado como mentora. Ela relata que conheceu o caso de Isabella após conhecer a mãe da criança, Danila Pita, em um hospital de São Paulo. "O meu filho nasceu no mesmo dia da Isabella com onfalocele, que é quando o intestino nasce para fora do abdómen. Ele fez a cirurgia, mas a Isabella precisa muito agora também. Por isso resolvi fazer de tudo pra ajudar essa família". 

A mãe de Isabella, a enfermeira Danila Pita, conta que recebeu a notícia da mielomeningocele quando estava na 14º semana de gestação. Segundo ela, para evitar seqüelas mais graves além dos pés tortos, uma cirurgia de correção intraútero foi necessária para salvar a vida da filha. “Quando recebi a notícia o mundo caiu. Sou enfermeira da área de oncologia e obstetrícia e vivencio diagnósticos, mas graças a Deus encontrei apoio em toda a equipe que tive acesso”, contou por telefone.

Malformação deixou pés de criança tortosDe acordo com Danila, atualmente a única consequência deixada pela mielomeningocele são os pés tortos da filha. Ela explica que a cirurgia precisa ser feita de forma imediata. “Os pés impedem e ela já está na fase de querer andar, mas não pode forçar porque senão causaria feridas. Após a cirurgia ela vai precisar uma órtese pra colocá-la em pé, e no momento que está infelizmente não dá”, disse.

Até o momento, a enfermeira conseguiu arrecadar cerca de R$ 7 mil com a ajuda de amigos e nas redes sociais. Ela conta que R$ 25 mil é a quantia da cirurgia, no entanto, vai precisar passar cerca de seis semanas em São Paulo, e o período deve incluir custos de hospedagem e alimentação. “Agendamos para ir para São Paulo no final de junho. Não podemos mais perder tempo”.

As contribuições podem ser feitas por site na Internet ou por meio de depósito nas contas abaixo:

- Banco Bradesco, Agência. :0662-9 C/P.:1013599-0, CPF: 086.773.925-80, Isabella de Souza Pita Teixeira;

- Banco do Brasil, Agência: 4279-0 C/C 33208-9, CPF: 798112305-44, Danila de Souza Pita Teixeira;

- Banco Santander, Agência: 3324 C/C: 01004587-9, CPF: 798112305-44, Danila de Souza Pita Teixeira.

Publicidade
Publicidade