Publicidade
Cotidiano
criatividade

Mãe e filha criam serviço de ‘personal shopper’ para material escolar em Manaus

Elas fazem pesquisa completa de preços, compram os produtos, etiquetam, encapam os livros e ainda entregam em casa 12/01/2017 às 11:51 - Atualizado em 12/01/2017 às 12:33
Show show pesquisa1
Raquel Serra aproveitou a experiência da mãe, que teve papelaria por 25 anos, para inovar nos serviços oferecidos (Foto: Evandro Seixas)
Vanessa Marques Manaus (AM)

Janeiro é um mês de corre-corre às livrarias e papelarias de Manaus. Pais e mães lotam estabelecimentos a procura de todos os itens da lista de material escolar dos filhos, com a difícil missão de encontrar os melhores preços. Foi pensando nessa correria que a psicóloga Raquel Serra e a mãe, Eulina Araújo, resolveram oferecer um serviço para ajudar os pais a encontrar os itens e ainda economizar tempo e dinheiro nessa voltas às aulas. Elas pesquisam, compram, etiquetam, encapam o que precisar e entregam tudo no conforto da casa do cliente.

“Por mais de 25 anos meus pais tiveram uma loja de variedades e papelaria, nesse período do ano sempre recebíamos muitos clientes a procura dos materiais escolares. Mesmo depois que a loja fechou, alguns amigos ainda pediam orientação da minha mãe e nós acabávamos fazendo esse serviço - de ir às compras - para aqueles que não tinham tempo”, conta Raquel, que deixou o emprego numa empresa para dedicar mais tempo à filha de 1 ano de 5 meses.

Desde novembro do ano passado elas abriram o serviço de “Personal Shopper de Material Escolar” - que antes era exclusivo para amigos - para o público em geral. Com tempo e disponibilidade, mãe e filha vão de loja em loja em busca dos melhores produtos com os menores preços. Depois compram, levam para casa, etiquetam todos os materiais e encapam os livros. O cliente recebe todos os itens da lista em casa.

O serviço

O trabalho de Raquel e Eulinda começa na cotação dos preços da lista de materiais escolares. “Os pais nos enviam a lista e nós vamos pesquisar os preços, sempre buscando o menor preço e produtos de qualidade. O orçamento é grátis e só depois da pesquisa ele aceita ou não fechar contrato”, explica Raquel, que cobra em seguida a taxa de serviço, que custa R$ 150, além de R$ 2,50 para cada livro encapado e R$ 1 para cada etiqueta personalizada. Esses serviços ainda podem ser feitos à parte, se a pessoa não quiser pagar pela pesquisa do material.

Com a lista na mão, Raquel e a mãe vão às compras no Centro e lojas que oferecem produtos de papelaria mais em conta. “A experiência na hora da compra conta muito, minha mãe foi por muito tempo dona de papelaria, então ela consegue identificar um bom produto e também conhece os bons fornecedores, o que ajuda muito a reduzir o preço final da lista de materiais”, diz Raquel.

Após a compra de todos os itens da lista, se a cliente quiser, elas separam e identificam cada material. Depois, tudo é entregue na casa da pessoa e é só levar para a escola.

O pagamento

Raquel conta ainda que, após a compra dos materiais, as notas fiscais são enviadas ao cliente para que ele faça o pagamento, que pode ser à vista ou em até 4 vezes no cartão de crédito. “Procuramos oferecer um serviço em que o cliente tenha comodidade, inclusive no pagamento”, afirma a psicóloga, que atende pelo 99161-2020 ou @listaescolarmanaus no Instagram.

Economia de até 30%

O serviço oferecido por Raquel Serra e Eulinda Araújo, além de garantir aos cliente comodidade, praticidade e ganho de tempo, gera uma economia de até 30% no valor final da lista de compras. “Os preços variam muito de um estabelecimento para outro. Alguns artigos como descartáveis, por exemplo, custam bem menos se comprado em lojas especializadas em festa do que em papelaria. Os itens com personagens infantis também deixam a lista bem mais cara”, explica Raquel.

Os únicos itens que não têm uma variação de preço muito grande são os livros didáticos, que normalmente são tabelados e a diferença entre as diversas livrarias é mínima.

Publicidade
Publicidade