Publicidade
Cotidiano
Notícias

Maioria dos professores decide encerrar a greve da Ufam na 2ª quinzena de outubro

Proposta vai ser encaminhada ao Comando Nacional de Greve do Sindicato Nacional dos Docentes do Ensino Superior (Andes-SN) 01/10/2015 às 18:37
Show 1
Assembleia do Comando de Greve dos Servidores da UFAM
Kelly Melo Manaus (AM)

A assembleia geral da Associação dos Docentes da Universidade Federal do Amazonas (Adua) começou com os “nervosos a flor da pele”,  no auditório  Paulo Burheim, no setor sul do Campus Universitário, na tarde desta quinta-feira (1º). E por maioria de votos, a plenária aprovou o indicativo de encerramento movimento paredista para o período de 13 a 16 de outubro, junto com o movimento nacional.

A proposta vai ser encaminhada ao Comando Nacional de Greve do Sindicato Nacional dos Docentes do Ensino Superior (Andes-SN), ainda hoje. Na segunda-feira (5), representantes dos docentes terão mais um encontro com o Ministério da Educação (MEC) e a expectativa é que as  negociações avancem. Após essa reunião, o CNG deve “bater o martelo” para o encerramento unificado da greve.


Considerada uma das assembleias mais importantes do movimento, o ponto mais polêmico da reunião foi a indicação da data para a saída da greve. Um grupo defendia que os docentes deveriam encerrar o movimento unificadamente com o movimento nacional, enquanto outros defendiam uma outra data para encerramento local, independente do Comando Nacional de Greve. Houve bate-boca e um grupo de professores se retirou do auditório.


A assembleia vota neste momento sobre a reposição unificada das aulas para os cursos que não finalizaram o período referente a 2015/1.

Publicidade
Publicidade