Publicidade
Cotidiano
ELEIÇÃO NA REITORIA

Mais de 200 pessoas participam de debate com candidatos a reitoria da Ufam

Durante três horas e meia, os candidatos Hedinaldo Narciso Lima, Armina Rachel Mourão e Sylvio Puga, apresentaram propostas e responderam questionamentos da comunidade acadêmica 08/02/2017 às 14:55
Show ft
(Foto: Aguilar Abecassis)
Lídia Ferreira Manaus (AM)

Aproximadamente 200 pessoas, entre alunos, professores e técnicos, participaram do primeiro de uma série de debates com os candidatos à reitoria da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), realizado na manhã desta quarta-feira (8), no auditório Dr. Zerbini, na faculdade de Medicina.

Durante três horas e meia, os candidatos Hedinaldo Narciso Lima, da chapa 17 "Juntos pela UFAM", Armina Rachel Mourão, da chapa 31 "Contraponto" e Sylvio Puga, da chapa 33 "UFAM: conectada para o futuro", apresentaram propostas e responderam questionamentos da comunidade acadêmica, especialmente relacionados à falta de estrutura da Faculdade de Medicina, com bibliotecas defasadas, o funcionamento noturno do restaurante, a  ativação efetiva do novo  Hospital Universitário Getúlio Vagas(HUGV), entre outros problemas.

“Começamos por aqui para atender as comunidades que estão descentralizadas do Campus, mas vamos fazer em todas unidades e nos campi fora da capital para dar um amplo debate das propostas”, diz a presidente da Comissão de Consulta, Sônia Maria da Silva Carvalho.

O segundo debate está marcado para amanhã, às 18h, no Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia de Itacoatiara (ICET). O terceiro debate será no dia 14 de fevereiro, às 16h, no Hall do Instituto de Ciências Humanas e Letras – Setor Norte do Campus Universitário Arthur Virgílio Filho. Depois, a Comissão de Consulta e os professores candidatos vão percorrer os campi do interior – no dia 13 de março o encontro acontece em Benjamin Constant; no dia 14 em Coari  e no dia 16 em Humaitá.

O ciclo de debates encerra em 20 de março, às 17h, no Auditório Eulálio Chaves – setor Sul do Campus Universitário de Manaus. “Vamos ter um recesso das aulas entre 25 fevereiro a 13 de março, devido a greve que ocorreu, então vamos parar o calendário de debates pois precisamos da presença da comunidade acadêmica”, diz.

A primeira consulta pública, o equivalente ao primeiro turno de eleições, será no dia 22 de março. Se nenhuma chapa alcançar a quantidade de 50 mais um votos, haverá uma nova etapa no 31 de março. O resultado é enviado para o Conselho Universitário (Consuni) que tem a função de montar a lista tríplice, com indicação por ordem de prioridade, para  o presidente da República definir o nome do novo reitor. “O critério é da democracia e da ética, e considerado o que a consulta pública indica”, reforça Sônia Carvalho.  O prazo máximo de envio dos nomes para o presidente Michel Temer é 10 de abril.

Publicidade
Publicidade