Publicidade
Cotidiano
Vendas

Mais de 250 imóveis foram vendidos em um mês no Amazonas, afirma pesquisa

A Pesquisa do Mercado Imobiliário é feita mensalmente com as informações detalhadas que as empresas repassam à ADEMI-AM 25/08/2016 às 14:44
Show 907934
O dado está disponível na Pesquisa do Mercado Imobiliário / julho de 2016, produzida pela Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Amazonas (Foto: Euzivaldo Queiroz)
acritica.com

O setor imobiliário em Manaus continua dando sinais de melhora e otimismo nas vendas com os resultados de venda no mês de julho de 2016. Prova disso é que, em julho, foram movimentados mais de R$ 88 milhões em Valor Geral de Venda (VGV). O dado está disponível na Pesquisa do Mercado Imobiliário / julho de 2016, produzida pela Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Amazonas (ADEMI/AM).

Segundo o levantamento, foram vendidos um total de 258 imóveis, sendo a maioria no Bairro da Paz, na Zona Centro-Oeste, que contabilizou 49 unidades vendidas, seguidos pela Ponta Negra, Zona Oeste, com 35 imóveis vendidos e pelo Bairro Gilberto Mestrinho, na Zona Leste, com 23 imóveis comercializados.

 “Esses dados são a comprovação técnica que o setor imobiliário já está respirando mais tranquilo e que os investidores perderam o medo de adquirir novos imóveis. Mantemos a nossa média. A tendência é que a movimentação financeira continue crescente até o final deste ano e possamos melhorar esse número”, assegurou o presidente da ADEMI/AM, o empresário Romero Reis.

Ainda, de acordo com a pesquisa, a faixa de preço do metro quadrado com maior número de vendas ficou entre R$ 3.000,00 a R$ 4.000,00 e corresponde ao metro quadrado das 105 unidades do projeto “Minha Casa Minha Vida” que foram comercializados.

Na verdade, a faixa de preço médio de R$ 150,01 mil até R$ 250 mil, do “Minha Casa Minha Vida”, obteve a maior quantidade vendida, sendo 85 unidades. Já a faixa de imóveis no valor de R$ 400,01 mil a R$ 600 mil obteve a segunda melhor venda, com 61 unidades e, em terceiro lugar, ficou a faixa de R$ 250.000,01 a R$ 400 mil com 42 unidades vendidas.

Os imóveis com três quartos foram os mais vendidos no período, com 104 unidades comercializadas. As unidades comercializadas do “Minha Casa Minha Vida” contribuíram fortemente para esse número.

“As vendas não são restritas numa única zona da cidade. Compradores com todos os perfis e necessidades têm conseguido a casa própria e isso se deve muito ao poder de negociação que têm diante das empresas responsáveis pela venda”, concluiu Romero.

A Pesquisa do Mercado Imobiliário é feita mensalmente com as informações detalhadas que as empresas repassam à ADEMI-AM.

*Com informações da assessoria de comunicação.

Publicidade
Publicidade