Domingo, 21 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Notícias

Mais de seis mil pessoas são demitidas nos segmentos do Polo Industrial de Manaus

De acordo com o Sindmetal-AM, os principais setores da indústria local confirmaram 6.332 demissões entre janeiro e março de 2015


15/04/2015 às 11:10

O efeito da crise econômica no nível de emprego começa a preocupar a indústria local. Entre janeiro e março deste ano, 6.332 demissões já foram homologadas nos principais segmentos do Polo Industrial de Manaus (PIM). O número é 3,11% superior em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são do Sindicato dos Metalúrgicos do Estado do Amazonas (Sindmetal-AM).

Conforme o levantamento – que não contempla as contratações do setor, apenas as demissões –, o número de desligamentos cresceu 134% na comparação com o primeiro trimestre de 2010, quando 2.706 postos foram extintos. O volume obtido entre janeiro e março de 2015 também é o maior dos últimos seis anos, período em que o sindicato iniciou sua série histórica de registros.

A multinacional coreana Samsung da Amazônia liderou o ranking de demissões homologadas no parque fabril local. Foram 362 desligamentos contra 218 do mesmo período do ano passado, uma diferença de 66,06%. Em segundo lugar na lista está a Whirlpool S/A que desligou 350 trabalhadores e, em terceiro, a LG do Brasil, com redução de 265 postos.

Também compõe a lista das dez empresas que mais demitiram neste intervalo, a Electrolux (-245 postos), a Microsoft (-244 postos), a Moto Honda (-233), a Cal-Comp (-210), a Salcomp (-182), a Sony do Brasil (-167) e a Philco (-164).

Para o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Nelson Azevedo, o número não apresenta risco de demissão em massa no parque industrial, mas o cenário é de apreensão.

“Mesmo não computando as contratações, o número de demissões por si só acende o sinal amarelo para a indústria. Empresas já se organizam para dar férias coletivas antecipadas. A situação é delicada e não há sinais de melhora no curto prazo”, avaliou.

Março

Entre os três primeiros meses do ano, março foi o que registrou o pior desempenho em relação ao nível de emprego, ainda segundo o Sindmetal-AM. Foram 2.667 homologações contra 1.732 de janeiro e 1.933 de fevereiro. Já no primeiro de trimestre de 2014, fevereiro liderou com 2.104 demissões, seguido de março (-2.035) e de janeiro (-2002).

publicidade
publicidade
Crescendo nos 70 anos de A CRÍTICA, empresas do AM miram futuro promissor
Bolsonaro e Paulo Guedes se contradizem ao falar sobre Zona Franca de Manaus
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.