Publicidade
Cotidiano
CRISE

Mais duas pessoas morrem em protestos contra votação na Venezuela

Durante a manhã, ao menos três pessoas morreram em protestos contra a criação da Assembleia Nacional Constituinte 30/07/2017 às 16:46 - Atualizado em 30/07/2017 às 17:54
Show 30jul2017   motocicletas da policia queimam durante constituinte 1501438303800 956x500
Sobe para 5 número de mortos durante votação da Constituinte na Venezuela
Estadão Conteúdo

Um jovem de 17 anos e um homem de 53 anos foram mortos neste domingo, na Venezuela, após serem vítimas de disparos neste domingo, feitos por civis armados, em motocicletas, na cidade de Cárdenas, em Táchira. O incidente ocorreu durante a votação convocada pelo governo de Nicolás Maduro para a eleição de membros da Assembleia Nacional Constituinte, cuja função será a de reformular a Constituição venezuelana.

Durante a manhã, ao menos três pessoas morreram durante os protestos contra a criação da Assembleia, de acordo com deputados da oposição, cujos relatos foram reproduzidos pelo jornal El Universal. Em seu perfil no Twitter, o opositor e líder da Ação Democrática, Henry Ramos, afirmou que o regime de Maduro "assassinou" a tiros Ricardo Campos, secretário da ala jovem do partido, durante um protesto na cidade de Cumana, no Estado de Sucre.

Além disso, o candidato à Assembleia pelo setor Conselho Comunal e Comunas do Estado de Bolívar, Jose Feliz Pineda Marcano, foi assassinado em sua casa na noite de ontem, em Bolívar, de acordo com o El Universal. Segundo testemunhas ouvidas consultadas pelo jornal, duas pessoas entraram na casa de Marcano e roubaram os bens dos presentes. Depois, separaram o candidato das outras pessoas e vários tiros foram ouvidos.

Publicidade
Publicidade