Publicidade
Cotidiano
Notícias

Malibu 2014 conta com melhorias no espaço interno e nos motores

O sedã da montadora Chevrolet traz algumas mudanças menos de 1 ano depois da oitava geração ter sido lançada 01/06/2013 às 11:45
Show 1
O novo modelo do Malibu 2014 sofreu poucas mudanças
acritica.com ---

A Chevrolet revelou nesta sexta-feira (31), em Detroit, nos Estados Unidos, o Malibu 2014. O sedã traz algumas mudanças menos de 1 ano depois da oitava geração ter sido lançada, ou seja, bem antes que as tradicionais reestilizações de meio de vida dos modelos. Situação semelhante aconteceu com o Honda Civic, também no mercado-norte-americano, no ano passado.

A linha 2014 do Malibu tem algumas modificações visuais e melhorias no espaço interno e nos motores. Os preços ainda não foram divulgados.

A GM não admite que o modelo estava sendo alvo de críticas, como relata a imprensa especializada do país. Diz apenas que fez modificações no carro porque não quer ficar acomodada. “O segmento de sedãs médios é o mais concorrido na indústria, e não quisemos ficar parados com o Chevrolet Malibu 2014”, diz Mark Reuss, presidente da montadora na América do Norte.

Pequenas mudanças

No visual, a principal mudança está na grade frontal, que foi refeita, com a parte inferior mais proeminente e a parte de cima se conectando com o capô.

No interior, os encostos dos bancos da frente foram redesenhados; o assento traseiro tem melhorias no enchimento e no revestimento. Quem viaja atrás passa a ter 31,7 milímetros a mais de espaço para os joelhos.

O console central também foi revisado e agora o encosto para os braços é mais comprido e foram acrescentados um par de porta-copos e compartimentos para 2 celulares.

Start/stop

O motor 2.5 litro Ecotec (198 cavalos) passa a contar com sistema start/stop (que desliga o motor temporariamente quando o carro para num semáforo, por exemplo), que deve contribuir para economia de 5% no consumo de combustível, e também houve melhorias na transmissão automática.

O bloco 2.0 turbo (262 cv) agora entrega 14% mais torque que o seu antecessor: 40,7 kgfm. Segundo a GM, isso resulta em mais aceleração a partir do repouso e mais sensação de potência em todos os tipos de condução.

Também houve alterações na suspensão, na direção elétrica e nos freios. O modelo ganhou ainda outros dois alertas de segurança, um para pontos cegos e outro para evitar colisões traseiras.

Publicidade
Publicidade