Terça-feira, 19 de Novembro de 2019
Notícias

Manifestantes do ‘Copa pra Quem?’ estabelecem calendário de atos em capitais do país

Os líderes do movimento aguardam em frente a sede do governo do Distrito Federal (GDF) para serem recebidos pelo secretário de Governo, Gustavo Ponce de Leon



1.jpg Representantes dos movimentos Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa (Ancop) paralisaram o trânsito em Brasília
14/06/2013 às 12:03

A Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa (Ancop) e a Resistência Urbana realizarão outras manifestações Copa Pra Quem?, como a que aconteceu na manhã de hoje (14), em Brasília (DF). Os líderes do movimento aguardam em frente a sede do governo do Distrito Federal (GDF) para serem recebidos pelo secretário de Governo, Gustavo Ponce de Leon.

Outros atos públicos acontecerão ainda hoje em São Paulo (SP), na Avenida Paulista. Em Porto Alegre (RS), está previsto um ato público, às 19h, no Largo Glenio Peres.



Em Palmas (TO), a previsão é que manifestantes se concentrem na principal avenida da cidade, a Jucelino Kubitschek, a partir das 16h. O calendário estabelecido pelo comando dos dois movimentos prevêem atos públicos do Copa Pra Quem? em Teresina (PI) e Boa Vista (RR).

Eles planejam, ainda, outra manifestação amanhã (15), às 10h, em Brasília (DF), onde se concentrarão na rodoviária da capital e na feira próxima a Torre de TV.

Neste sábado os manifestantes se reunirão, também, no Rio de Janeiro (RJ), a partir das 9h , no Quilombo da Gamboa. Na capital fluminense, está prevista a Copa Popular - Contra as Remoções. A ideia é integrar as comunidades ameaçadas de remoção na cidade.

Na capital mineira,  os representantes dos dois movimentos realizam desde ontem (13) o Segundo Seminário do Comitê Popular dos Atingidos pela Copa de Belo Horizonte (MG). O encerramento está previsto para amanhã com uma um jogo de futebol de rua.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.